Propaganda enganosa: a Bolsa também cai

bolsa

Diariamente, recebo e-mails e vejo anúncios do tipo “transforme R$ 1.000 em R$ 100.000 com o método infalível XYZ” ou então “a oportunidade de uma vida”. A maioria dessas propagandas fazem parecer aos investidores iniciantes (e até mesmo alguns mais experientes) que temos algum controle sobre o preço das ações ou que é possível saber quando ou quanto as ações irão subir. E, nesse caso, não falo nem de projetar algo, mas sim de literalmente prometer ganhos. Outra coisa bem comum é alguém nos ligar querendo saber “quanto vou ganhar por mês”. Quando falamos que não é possível prometer, por se tratar de renda variável, muitas pessoas ficam bravas: “Tiago, como vocês não sabem pra onde a Bolsa vai, quanto eu vou ganhar? Isso é um absurdo”.

Visto que ninguém sabe se os preços vão subir ou cair, temos que responder da forma mais honesta possível: “não sabemos’’. Respondemos assim porque não temos alternativa. Matematicamente, é impossível garantir qualquer tipo ganho no mercado de ações. Ou seja, quem promete qualquer tipo de retorno é, no mínimo, mal informado.

Acostume-se: ninguém sabe para onde vai o mercado

É compreensível que as pessoas fiquem preocupadas com o que escrevi acima. Digo isso porque envolver dinheiro num investimento onde não temos a certeza de nada pode parecer um pouco absurdo. Porém, vale ressaltar que, em todos esses anos de mercado, nunca precisei saber a cotação do dia seguinte para ganhar dinheiro. Quem é nosso cliente ou nos acompanha, sabe que “batemos muito na tecla” de ter uma estratégia. Uma estratégia é saber quando comprar e quando vender uma ação.

Desde já, aviso que neste texto não vamos falar sobre estratégias, mas sim sobre perdas. Como escrevi acima, somos literalmente bombardeados de conteúdos prometendo alguma coisa. O final da história sempre é bonito e todos ficam ricos. O que muitas vezes não é contado é que, mesmo uma história com um final feliz, também teve seus percalços ao longo do tempo. Para o investidor de longo prazo, esses percalços podem ser perdas ou quedas momentâneas do mercado. Ou seja, o que não é contado é que as ações também caem (às vezes muito).

O que faz uma ação subir em longo prazo?

Em longo prazo, quanto mais uma empresa gerar lucro e entregar retorno aos seus acionistas, maior a probabilidade da ação dessa empresa subir. Afinal, todos querem ser sócio de uma empresa que cresce e aumenta, ao longo dos anos, o pagamento de dividendos. Quando falamos em longo prazo, na verdade, estamos dizendo “sem prazo definido”. Então, como não é possível quantificar o tempo que levará para uma ação subir, investiremos no mercado de ações apenas os valores que não temos necessidade de utilizar.

O que faz as ações caírem?

Se em longo prazo o que faz uma ação subir é o crescimento de lucros e retornos para seus acionistas, caso a empresa não cresça, suas ações dificilmente valorizarão ao longo dos anos.

Dessa forma, temos:

Ações que geram lucros crescentes = probabilidade de alta em longo prazo

Ações que não geram lucros = probabilidade de baixa em longo prazo

E em curto e médio prazos, essa lógica funciona?

Se, em longo prazo, as coisas parecem mais “controláveis” ou “previsíveis”, em curto e médio prazos, a lógica não costuma aparecer. Mesmo uma empresa que gera lucros pode ter as ações desvalorizadas. Da mesma forma, uma empresa que tenha prejuízos, pode ter suas ações super valorizadas.

Como costumo falar, em curto prazo o mercado é “maníaco-depressivo”. E quem procurar uma resposta lógica a cada movimento de alta ou de baixa poderá perceber que esse exercício pode ser uma grande perda de tempo. Além disso, fatores que podem nem influenciar nos resultados da empresa, como guerras, eleições ou mesmo um tweet do Trump, podem trazer muita volatilidade às ações. Sendo assim, muitas vezes as ações de uma empresa caem sem seus lucros sequer serem afetados.

Por isso, para comprovar a minha “Teoria dos Mercados Maníaco-depressivos”, tomemos as ações da Lojas Renner (LRNE3) como exemplo. Abaixo, selecionamos os períodos em que tivemos fortes quedas das ações e também os longos períodos em que as ações pouco subiram.

Ações da Lojas Renner (LRNE3)

Setembro/2006 até Novembro/2008: as ações caíram mais de 53%

Dezembro/2007 até Novembro/2008: as ações caíram mais de 72%

Março/2006 até Março/2009: as ações subiram apenas 1%

Agosto/2010 até Março/2014: as ações subiram apenas 0,88%

Agosto/2010 até Dezembro/2011: as ações caíram mais de 30%

Maio/2013 até Fevereiro/2014: as ações caíram mais de 30%

Janeiro/2013 até Fevereiro/2016: as ações subiram apenas 1,55%

Julho/2015 até Fevereiro/2016: as ações caíram mais de 30%

Agosto/2016 até Dezembro/2016: as ações caíram mais de 20%

Julho/2016 até Setembro/2018: as ações subiram apenas 7%

Dezembro/2017 até Setembro/2018: as ações caíram mais de 20%

Outubro/2017 até Abril/2019: as ações subiram apenas 8%

Valeu a pena investir em Lojas Renner (LREN3)?

Apenas olhando os números acima, você acreditaria que LREN3 foi uma das ações que mais me deram dinheiro em longo prazo? Pode não parecer, mas veja a alta de LREN3 desde 2006:

De Janeiro/2006 até Agosto/2019, as ações LREN3 (linha verde) tiveram alta de incríveis 2.500%, enquanto o Ibovespa (linha cinza) subiu pouco mais de 188%.

O preço segue o lucro?

No caso de Renner, apesar de diversos percalços, em longo prazo o preço das ações seguiu o aumento do lucro e do retorno aos seus acionistas. Em 2006, a empresa lucrava em torno de R$ 98 milhões, número que chegou a mais de R$ 1 bilhão, quando observamos os resultados dos últimos 12 meses. Abaixo, vemos o gráfico do movimento das ações em relação ao lucro da empresa:

O que fazer quando o mercado cai forte?

No caso de empresas como Lojas Renner, uma queda brusca das ações pode significar um bom momento para novas compras. Porém, não devemos esquecer que algumas ações caem justamente porque seus negócios são ruins ou estão se deteriorando. Nesses casos, nem sempre queda é sinônimo de oportunidade.

Lembrando que, o que aconteceu no passado, de forma alguma é garantia de que vai se repetir no futuro.

Em momentos de queda do mercado, tenha calma e não aja por impulso, por mais desconfortáveis que esses movimentos possam parecer. O investidor que tem estratégia e paciência costuma ser recompensado em longo prazo. Conte com a gente nessa jornada.

Quer receber as melhores recomendações de ações para montar sua carteira em longo prazo?

Conheça o Invista em Ações. O guia que vai te ajudar a construir e diversificar seu patrimônio. Receba análises e recomendações para a montagem da sua carteira de ações e invista com o suporte e acompanhamento da melhor equipe de analistas do mercado.

Quer receber análises e recomendações em curto e médio prazos na Bolsa de Valores?

Conheça o Full Trader, o produto mais completo do mercado. Entregando análises e operações na Bolsa de Valores, você terá recomendações com estratégias sólidas, minimizando riscos e maximizando seus ganhos. Com ele, você tem acesso ao pregão ao vivo e também recebe o histórico das operações e relatórios, material educativo, biblioteca de estratégias e acesso à equipe de análise.

 

Se você quer ter acesso a todos os produtos Capitalizo, conheça o Capitalizo Completo. Pensado para quem quer ter uma Carteira diversificada de investimentos economizando 48% em relação a contratação individual. Aproveite e seja um investidor completo.

 

Importante: O Produto Invista em Ações está incluso no Full Trader.

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Fonte: Valor, InfoMoney, Quantum, Estadão, Broadcast, Folha, Exame, B3, MoneyTimes.

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Capitalizo análises e recomendações de investimentos.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Vale a pena investir em ações todos os meses?

Provavelmente a frase mais importante do mercado financeiro foi dita por um físico, o alemão Albert Einstein.

Segundo Einstein, “os juros compostos são a força mais poderosa do universo e a maior invenção da humanidade, porque permitem uma confiável e sistemática acumulação de riqueza”.

 

Einstein não poderia estar mais certo, já que os juros compostos fazem parte da equação que pode deixar qualquer pessoa milionária em longo prazo:

Juros compostos + aportes recorrentes + paciência = possibilidade de altos ganhos

Essa equação pode funcionar para praticamente todos os tipos de investimentos. Desde aplicações no tesouro direto, fundos de investimentos, fundos multimercado e especialmente no mercado de ações.

Os aportes recorrentes contribuem para a acumulação de patrimônio e ajudam os investidores que não têm altas somas para iniciar suas aplicações. A paciência também é fundamental, pois os juros compostos podem demorar um pouco para apresentarem efeito significativo nas suas finanças.

Hoje faremos um exercício de simulação de aportes utilizando as cotas mensais de um dos Fundos mais reconhecidos do mercado, o Fundo de Ações Dynamo Cougar.

O Fundo Dynamo

Esse simulador mostra, na prática, como teria sido o efeito da nossa equação investindo mensalmente em uma carteira de ações. Nesse caso, utilizaremos o Fundo Dynamo Cougar como base, mas poderíamos ter usado também a compra direta de ações.

O interessante da utilização do Fundo Dynamo é mostrar que a qualidade da gestão e a escolha assertiva das ações que fazem parte da carteira é essencial para que tenhamos um resultado satisfatório em longo prazo.

O Fundo, que teve seu início em 1993, é um dos mais respeitados do mercado e rendeu, de 1993 até o final de 2018, incríveis 20.567%. Ou seja, uma aplicação de R$ 5.000, feita em 1993, teria deixado uma pessoa com mais de R$ 1.000.000 25 anos depois. No mesmo período, o Ibovespa rendeu pouco mais de 671%, evidenciando a qualidade do gestor em escolher boas ações.

Se o Fundo proporcionou aos seus cotistas tamanho ganho, considerando apenas uma simples aplicação, é possível imaginar que aportes recorrentes, somados aos juros compostos e uma pitada de paciência, poderiam ter trazido ganhos ainda maiores durante esse período.

O simulador

No nosso simulador, consideramos a aplicação mensal de R$ 500 desde 1998, utilizando como base o valor da cota do final de cada mês. Para comparar, utilizamos também o valor do CDI, balizador bastante comum dos principais investimentos de renda fixa disponíveis no mercado.

Considerando o período de maio/98 até julho/19, teríamos feito 255 aportes de R$ 500 ou R$ 127.500 investidos no total. Abaixo, vemos o valor que teríamos acumulado no Fundos em comparação ao CDI:

Na linha vermelha, temos o valor acumulado no CDI, pouco mais de R$ 555.619, com ganho total de 335%. Já na linha azul, temos o valor acumulado no Fundo, um total de R$ 2.646.593, com ganho total de 1.975%.

O valor aplicado no CDI teria somado um valor muito interessante, mas o ganho seria muito maior nas ações.

Atenção

Vale lembrar que esse tipo de simulação é meramente informativo. É impossível prever ou projetar o quanto ações ou CDI devem render em longo prazo. Porém, se o que simulamos acima puder servir para você começar a se planejar e investir mensalmente, nosso trabalho valeu a pena.

Para saber mais a respeito do uso do simulador e baixar a planilha para fazer suas próprias simulações, assista ao vídeo abaixo:

Quer receber as melhores recomendações de ações para montar sua carteira em longo prazo?

Conheça o Invista em Ações. O guia que vai te ajudar a construir e diversificar seu patrimônio. Receba análises e recomendações para a montagem da sua carteira de ações e conheça os ativos que podem trazer altos retornos em longo prazo. Acompanhe a nossa recomendação de diferentes Carteiras e invista com o suporte e acompanhamento da melhor equipe de analistas do mercado.

Acesse agora nossas recomendações de diferentes Carteiras 

Carteira Dividendos

Carteira Crescimento

Carteira Top Recomendadas

Small Caps

Quer receber análises e recomendações de curto e médio prazos na Bolsa de Valores?

Conheça o Full Trader, o produto mais completo do mercado. Entregando análises e operações na Bolsa de Valores, você terá recomendações que utilizam estratégias sólidas, minimizando riscos e maximizando seus ganhos. Com ele, você tem acesso ao pregão ao vivo e também recebe o histórico das operações e relatórios, material educativo, biblioteca de estratégias e acesso à equipe de análise.

Se você quer ter acesso a todos os produtos Capitalizo, conheça o Capitalizo Completo. Pensado para quem quer ter uma Carteira diversificada de investimentos economizando 48% em relação a contratação individual. Aproveite e seja um investidor completo.

Acesse agora as mais diferentes recomendações

Day Trade

Swing Trade e Position Trade em Ações

Rastreador de Tendências (estratégia exclusiva)

Índice Futuro e Dólar

Opções

Long&Short

Termo e Aluguel de Ações, Boi Gordo e Milho Futuro

Importante: O Produto Invista em Ações está incluso no Full Trader.

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Fonte: Valor, InfoMoney, Quantum, Estadão, Broadcast, Folha, Exame, B3, MoneyTimes.

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Capitalizo análises e recomendações de investimentos.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Venda alugada: Como ganhar com a baixa do mercado

Venda Alugada

Uma das operações que permite ao investidor ganhar com as baixas do mercado é a venda alugada de ações. Essa estratégia, também conhecida como short, consiste em vender as ações, alugar as mesmas e, posteriormente, comprar, liquidando a operação. Ao contrário das operações de compra ou long, nesse tipo de estratégia, quanto mais a ação cair, mais podemos ganhar.

O objetivo desse texto é mostrar uma operação recomendada pela nossa área de análise, e não explicar como a venda alugada funciona. Por isso, vamos deixar um e-book explicativo da estratégia. Para baixar o e-book Como Especular na Bolsa de Valoresclique aqui. E para acessar e baixar os demais e-books da Capitalizo, clique aqui.

As recomendações de Venda Alugada da Capitalizo

As recomendações de Venda Alugada fazem parte do nosso produto Full Trader. A estratégia utilizada é a de Swing Trade. Essas operações normalmente são mais curtas, durando em torno de 7 até 15 dias. Todas as recomendações de Swing Trade são enviadas com os preços de entrada, stop e alvo.

Além das operações de Venda Alugada, também enviamos operações de Swing Trade para compra de ações – além das recomendações em Milho e Boi Futuro.

Recomendação de Venda Alugada em SUZB3

Como exemplo, abaixo segue a recomendação de Venda Alugada em SUZB3. Essa operação foi enviada no dia 13/05/2019, quando o analista identificou uma possível tendência de baixa no ativo. Como é possível observar, SUZB3 operava em uma zona de suporte que, se perdida, poderia fazer com o que ativo caísse nos dias seguintes:

Ainda antes da abertura do pregão, a recomendação foi enviada para os nossos clientes Full Trader:

A operação teria início caso SUZB3 atingisse os 40,3. O stop de perda projetado era em 42,46 e o alvo nos 35,36.

Vale lembrar que as recomendações são enviadas via WhatsApp, Aplicativo e também pelo nosso Painel do Trader (para quem estiver logado no computador). Além disso, o investidor é avisado caso algum ponto seja atingido ou alterado.

Logo na abertura do mercado, a operação iniciou com a queda de SUZB3:

Redução Parcial

No dia 15/05/19, foi recomendada a redução parcial na operação a 36,66. Redução significa sair de metade da posição com o intuito de preservar os ganhos.

Alvo Atingido

Ainda na mesma semana, na sexta-feira (17/05), após 4 dias de queda, SUZB3 atingiu o alvo nos 35,36, encerrando a operação. Considerando a redução parcial, o ganho total foi de 10,64%:

Cuidados

No exemplo acima, vimos uma operação que saímos com ganho. Porém, muitas vezes as operações serão negativas. Como esse tipo de operação é naturalmente “alavancada”, recomendamos que todos entendam bem o risco x retorno e que não se alavanquem de maneira excessiva. Vale lembrar que as nossas recomendações de Swing Trade têm uma taxa de assertividade média.

Lembro ainda que, mantendo a nossa política de transparência, os resultados de todas as recomendações estão disponíveis para os clientes Full Trader em nosso sistema.

Conheça o Full Trader e receba análises e recomendações de curto e médio prazos na Bolsa de Valores

Full Trader é o produto mais completo do mercado para suas operações na Bolsa de Valores. Adquirindo, você recebe:

  • Recomendações de compra e venda de ativos acompanhadas pelo nosso time de analistas via app, WhatsApp e Painel do Trader;
  • Acesso ao nosso pregão ao vivo;
  • Recomendações e análises em tempo real de operações Day Trade, Swing Trade e Position Trade em Ações, Rastreador de Tendências (Estratégia Exclusiva), Índice Futuro e Dólar, Opções, Long&Short, Termo e Aluguel de Ações, Boi Gordo e Milho Futuro;
  • Acesso ao produto Invista em Ações.

Importante: O Produto Invista em Ações está incluso no Full Trader.

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Fonte: Valor, InfoMoney, Quantum, Estadão, Broadcast, Folha, Exame, B3, MoneyTimes.

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Capitalizo análises e recomendações de investimentos.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Receba nossos relatórios Grátis