Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Muitas pessoas ainda acreditam que investimento é um assunto para quem já possui um capital elevado. No entanto, é possível investir com pouco dinheiro e aumentar seu patrimônio ao longo do tempo para realizar seus objetivos.

Mesmo que você comece devagar e invista pouco, ao fazer isso todos os meses é possível ter resultados interessantes. O importante é dar o primeiro passo, certo? Aos poucos, torna-se viável incrementar os investimentos para ter conquistas ainda melhores.

Pensando nisso, preparamos este artigo com 9 dicas para você descobrir como começar a investir com pouco dinheiro. Não perca!

Por que fazer o dinheiro trabalhar para você?

Fazer investimentos é uma forma de trazer mais segurança e prosperidade financeira. No entanto, a falta de conhecimento sobre o assunto pode fazer com que você tome decisões equivocadas ou arriscadas. Ou seja, que não combinam com seus objetivos.

De outro lado, apenas poupar e deixar o dinheiro parado na conta corrente também não é o ideal. Afinal, a quantia pode perder o poder de compra para a inflação ao longo do tempo. Quando se faz um investimento, o dinheiro começa a trabalhar para você e a se multiplicar.

Isso significa que os rendimentos aumentam o seu poder de compra e ajudam o seu patrimônio a aumentar. Assim, os investimentos passam a ser um aliado na construção financeira e no alcance de objetivos.

9 dicas para investir com pouco dinheiro

Agora que você sabe a importância de fazer o dinheiro trabalhar, pode começar a pensar em realizar seus primeiros investimentos. No mercado, há possibilidades de investir com R$ 100,00 ou até quantias menores. Existem oportunidades para todas as pessoas.

Então confira 9 dicas para começar a investir com pouco dinheiro!

  1. Livre-se das dívidas

Para quem tem dívidas, é melhor buscar formas de pagá-las antes de começar a investir. Primeiro, é importante conhecer exatamente o valor devido. Depois, você pode entrar diretamente em contato com a empresa ou instituição para negociar o pagamento.

Ainda, se possível, opte pelo pagamento à vista. Assim, você pode conseguir bons descontos para quitar a pendência e não compromete seu fluxo financeiro mensal com parcelas.

  1. Organize as finanças

A organização financeira é fundamental quando o assunto é começar a investir. Você precisa mapear seus gastos para entender quanto consegue investir todos os meses. Uma forma de fazer isso é por meio de planilhas ou aplicativos.

Liste todos os seus gastos mensais (fixos e variáveis) para entender para onde vai o seu dinheiro. Aproveite também para pensar em formas de reduzir algumas despesas mais flexíveis, de modo a aumentar sua capacidade de investimento.

  1. Monte a reserva de emergência

Você ainda não tem uma reserva de emergência? Então, comece por ela. A reserva é essencial para promover tranquilidade financeira em momentos de imprevisto. Por exemplo, em caso de perda de emprego ou de aumento dos custos.

O dinheiro da reserva de emergência pode ser investido. Contudo, é importante que o investimento tenha segurança e alta liquidez. Assim, você pode contar com o dinheiro quando alguma urgência surgir. 

Em geral, o valor que deve ser poupado equivale a, pelo menos, 6 meses dos seus gastos mensais totais. Mas ele pode ser maior, de acordo com as suas necessidades.

  1. Defina objetivos e prazos

Ao investir, é importante que os seus objetivos estejam alinhados com o prazo dos investimentos. Então, um dos primeiros passos é definir o que você deseja conquistar no curto, médio e longo prazo.

Sem essa definição, fica difícil mensurar quanto dinheiro será preciso investir e quais produtos escolher. Além disso, sem objetivos e prazos em mente, você pode desmotivar e desistir de fazer os investimentos no futuro.

  1. Conheça sua tolerância a riscos

O seu perfil de investidor está diretamente relacionado com a sua tolerância a riscos. Os perfis são separados em conservador, moderado e arrojado. 

Se você prioriza segurança, por exemplo, e aceita limitar a rentabilidade, pode ter perfil mais conservador. De outro lado, investidores moderados podem arriscar um pouco mais — enquanto os arrojados têm ainda maior abertura ao risco.

  1. Entenda as alternativas do mercado

O mercado financeiro oferece diversas alternativas de investimento, mesmo para quem tem pouco dinheiro. É possível investir em títulos públicos e aplicações de renda fixa privada com valores menores.

Até mesmo ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários, podem ser comprados com valores abaixo de R$ 100,00. Então, é necessário entender o funcionamento de cada alternativa para avaliar aquelas mais alinhadas às suas possibilidades, perfil e objetivos.

  1. Escolha uma instituição financeira

Quem tem pouco dinheiro para investir precisa ficar atento à instituição financeira que escolherá, por conta das taxas. Quando não se tem muito dinheiro, elas podem prejudicar seus resultados. Se forem muito elevadas, podem impactar nos ganhos.

Felizmente, algumas instituições não cobram taxa de corretagem para investimentos de renda fixa e mesmo para renda variável. Outras podem ter essa cobrança, mas podem também oferecer um atendimento diferenciado. Então, vale a pena avaliar e escolher a que mais lhe interessa.

  1. Diversifique a carteira

Pode parecer difícil ter uma carteira de investimentos diversificada com pouco dinheiro. De fato, pode ser mais complicado montá-la, mas a estratégia da diversificação ainda é válida.

Não é indicado investir todo o seu dinheiro em apenas um ativo. Então, o ideal é mesclar investimentos com diferentes características para diminuir seus riscos.

  1. Mantenha a frequência dos investimentos

Por fim, a dica é continuar investindo — mesmo com pouco. Essa é a melhor maneira de impulsionar seu patrimônio ao longo do tempo. Os rendimentos, por si só, não vão fazer o seu capital aumentar consideravelmente em poucos anos. É preciso continuar aportando.

Os aportes frequentes ajudarão você a realizar os seus objetivos. Inclusive, vale a pena buscar formas de aumentar a sua renda ao longo dos anos. Assim, será possível construir patrimônio e investir mais. Outra possibilidade é ter uma fonte de renda extra para aumentar os ganhos.

Como mostramos, investimento não precisa ser um assunto complicado. Com conhecimento, é possível investir com pouco dinheiro e conquistar bons resultados. Lembre-se de que, no futuro, você colherá os frutos das atitudes que colocar em prática hoje!

Quer ter acesso às melhores análises e recomendações de carteiras diversificadas de Renda Fixa, Fundos de Investimentos e Ações? Conheça o Carteiras Capitalizo! Com ele, você tem acesso a todas indicações e análises da Capitalizo, assim é possível montar a carteira de investimento ideal para seu perfil e objetivo, independente de sua renda. Acesse agora e adquira o produto ideal para quem quer diversificar os investimentos e conhecer as melhores alternativas do mercado!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Atendimento

E-mail

contato@capitalizo.com.br

Telefone

4003-9127 (para todo Brasil)
em dias úteis, das 9h às 19h

Redes Sociais

Pagamento

Segurança

Capitalizo Análises e Recomendações – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2019 – Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por: Vezy

Receba nossos relatórios Grátis