Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um guia básico sobre o investimento em CDB

Hoje vamos falar sobre o investimento em CDB. O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título de renda fixa emitido pelas instituições bancárias para custear suas atividades de crédito. Em outras palavras, você empresta um valor ao banco, o qual terá recursos para emprestar a outro cliente, ao mesmo tempo em que você recebe juros sobre a quantia investida.

Tipos de CDB

Há diferentes tipos de rendimento. O pré-fixado, com juro anual estabelecido no momento da aquisição, e pós-fixado, sujeito à oscilação do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). O CDI é um título de empréstimo entre as instituições financeiras que acompanha a Taxa Selic (taxa básica de juros). Devido à variação, não é possível saber o lucro antes do vencimento do título. Há, ainda, o rendimento híbrido, geralmente associado à inflação, com juro fixo anual mais variação do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Como investir no CDB

O primeiro passo para investir no CDB é determinar os seus objetivos, valor e prazo da aplicação. Em seguida, selecione uma instituição bancária ou corretora para investir. Corretoras normalmente tem títulos com taxas mais altas. Abra uma conta de investimentos, pesquise entre os títulos disponíveis e defina qual se encaixa melhor em seu perfil.

Apesar de variar de acordo com a instituição financeira, o montante mínimo para aplicação geralmente é de R$ 1 mil. Quando findar o prazo de validade do título, que pode variar de 30 dias a cinco anos, você receberá o valor original acrescido de todo o lucro do período.

Vantagens e desvantagens

Sem dúvida, a rentabilidade do CDB é melhor em relação à poupança. Há casos que o CDB chega a pagar quase o dobro da poupança. Sendo ideal também para quem quer sair da caderneta. Ou mesmo para quem quer iniciar seus investimentos.

Embora o CDB seja um investimento seguro, o principal risco de sua aplicação está nos casos de falência do banco, quando este não consegue reembolsar o capital aos investidores. Aí entra outra vantagem do CDB: o FGC (Fundo Garantidor de Créditos), que cobre aplicações no valor de até R$ 250 mil. Por isso, se a quantia desejada para a aplicação excede este número, divida o capital em títulos de diferentes instituições. Lembrando que esse valor do FGC é limitado a R$1 milhão, por CPF ou CNPJ.

Se você gostou das informações e está disposto a investir no CDB, lembre-se que uma boa aplicação depende de planejamento, seleção de uma instituição bancária confiável e análise da situação do mercado.

Como podemos ajudar você na escolha dos seus títulos de Renda Fixa?

Com o nosso produto Top Renda Fixa, você conta com as melhores recomendações e análises de Títulos de Renda Fixa (CDBs, LCIs, LCAs, Debêntures, LCs, FIDCs, CRAs, CRIs, e LFs) e Tesouro Direto.

Caso o seu interesse seja o de montar uma carteira diversificada de investimentos (Renda Fixa, Fundos e Ações), conheça também o nosso produto Carteiras Capitalizo.

 

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Fonte: Valor, InfoMoney, Quantum, Estadão, Broadcast, Folha, Exame. B3, MoneyTimes.

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Capitalizo análises e recomendações de investimentos.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Capitalizo Consultoria Financeira – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2019 – Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por: Vezy

Receba nossos relatórios Grátis