Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Quando o assunto é investimento, a tomada de decisão sobre a negociação dos ativos deve ser muito bem embasada. Para isso, é possível utilizar os próprios relatórios que as empresas listadas na bolsa de valores disponibilizam ao mercado — como seus resultados trimestrais.

Eles ajudam o investidor a fazer análises e projeções, entender como está a saúde financeira da companhia e ter uma perspectiva sobre as possibilidades e desafios no curto prazo. Tudo isso pode ser útil para tomar decisões mais acertadas na bolsa de valores.

Neste artigo, você entenderá o que são e como avaliar os resultados trimestrais das empresas na bolsa de valores. Ainda, acompanhará 3 dicas para evitar que a época de divulgação de balanços trimestrais das companhias atrapalhe os seus investimentos.

Vamos lá?

O que são os resultados trimestrais?

Antes de escolher em qual ativo investir, é importante fazer uma análise criteriosa da empresa. O investidor deve levar em consideração os fatores financeiros do setor em que a companhia atua, a governança corporativa, o impacto das variáveis macroeconômicas, entre outros pontos.

Assim, o relatório de resultados trimestrais é muito esperado pelos investidores que enxergam no documento a oportunidade de verificar as condições gerais da organização. Assim, eles podem decidir se adquirem as ações ou permanecem com elas na carteira, por exemplo.

Basicamente, os relatórios são um conjunto de informações financeiras, administrativas e patrimoniais que devem, por lei, ser divulgadas pelas empresas de capital aberto. 

Ou seja, as companhias que têm suas ações negociadas na bolsa são obrigadas a fornecer os dados rotineiramente. Os relatórios indicam o desempenho geral do negócio no período de três meses.

Qual é a importância dos resultados trimestrais?

Mas, por que é importante conhecer os resultados trimestrais de uma empresa da bolsa? A resposta é simples: ao analisá-los, o investidor consegue avaliar a saúde financeira da empresa e o negócio como um todo. Assim, pode utilizar as informações como base para uma tomada de decisão mais sólida na bolsa de valores. 

Esta avaliação faz parte de uma boa análise fundamentalista. Porém, mais do que apenas observar as informações pontuais em um único documento, o ideal é comparar vários relatórios.  A estratégia ajuda a entender melhor o desempenho da empresa ao longo do tempo — trazendo mais dados para analisar as tendências do mercado para o longo prazo.

Nesse sentido, é importante ter cuidado para não se basear apenas em um relatório trimestral. Ainda que ele traga resultados negativos, por exemplo, nem sempre é motivo para desespero. O contrário também ocorre: números positivos em um trimestre não significa, necessariamente, que o negócio é sólido.

Se seus investimentos estão focados no longo prazo, a divulgação de um resultado trimestral abaixo ou acima das expectativas não lhe diz tudo o que precisa saber. É preciso avaliar os acontecimentos pontuais dentro da estratégia mais ampla.

Em algumas situações, uma performance pontual ruim pode até ser uma oportunidade para investir em mais ações de uma empresa. Isso porque o preço dos ativos pode ficar mais baixo e, em caso de retomada dos resultados no futuro, a valorização dos papéis poderá ficar acima da média.

Quais dados avaliar nos resultados trimestrais?

Agora você sabe o que são os resultados trimestrais e como eles podem ser analisados. É muito importante também identificar quais são as principais informações encontradas nos relatórios. 

Confira a seguir quais dados avaliar!

Demonstrativo de fluxo de caixa

O documento indica a posição financeira da companhia no último trimestre analisado. Ou seja, as entradas e saídas de caixa. Com ele, o investidor pode analisar, por exemplo, se os dividendos pagos pela empresa estão de acordo com sua geração de caixa.

Balanço patrimonial

O balanço patrimonial é um dos principais documentos publicados pelas empresas nos relatórios trimestrais. Ele permite avaliar o alinhamento da companhia em relação às condições econômicas e contábeis em determinado período.

É possível obter uma série de análises — além de extrair os indicadores mais importantes para basear uma decisão de investimento. No balanço patrimonial, você terá acesso, por exemplo, aos dados sobre o volume de ativos. Ou seja, a todos os bens e direitos que a empresa possui.

Entre os ativos, estão os valores em caixa, bens imobilizados, estoques, marcas, patentes, etc. Os passivos também aparecem no balanço. Eles representam todas as obrigações de curto, médio e longo prazo — como empréstimos, contas com fornecedores e financiamentos.

Ao relacionar os ativos e passivos, o balanço patrimonial permite conhecer o patrimônio líquido de uma companhia. O conceito representa a diferença entre as obrigações a pagar e os direitos a receber. Logo, indica como está o resultado financeiro geral da empresa.

Como você pode ver, o documento possibilita extrair informações relevantes que ajudam a avaliar a saúde financeira do negócio, o valor da empresa, a possibilidade de lucro, entre outros aspectos.

Demonstração do Resultado do Exercício

Por fim, o DRE é um relatório que apresenta um resumo financeiro proveniente dos resultados operacionais e também não operacionais da empresa. O documento se baseia no faturamento total da companhia e indica se houve lucro ou prejuízo no período analisado.

3 Dicas para não se prejudicar em épocas de divulgação de resultados

Ao longo dos trimestres, profissionais do mercado aguardam os relatórios para analisar os possíveis impactos financeiros, estimar futuras movimentações e recomendar ou não as ações da companhia para os investidores.

Logo, na época de divulgação é esperado que o preço das ações apresente maior volatilidade — com tendências tanto para baixo como para cima. Afinal, os documentos são relevantes para analisar se a empresa atendeu ou não ao esperado, bem como acompanhar a evolução ao longo dos meses.

Assim, a divulgação dos documentos pode trazer efeitos significativos na sua carteira e também no seu emocional

Confira 3 dicas para analisar de forma racional os documentos e lidar com este momento de divulgação de resultados, a fim de não prejudicar seus investimentos em época de divulgação de resultados:

  1. Busque bons desempenhos no longo prazo

Lembre-se de avaliar os resultados trimestrais em termos gerais — considerando o histórico mais amplo da companhia. Cada trimestre deve ser considerado em relação aos anteriores e também às expectativas de futuro.

Para buscar bons desempenhos e aumentar a possibilidade de ter lucro com os investimentos, é importante colocar em prática a análise fundamentalista. Avalie, por exemplo, o crescimento da receita, o retorno sobre o capital investido, as margens operacionais e o endividamento da companhia.

  1. Saiba lidar com a volatilidade

Lembre-se de que a volatilidade é inevitável na renda variável. Além disso, ela é esperada em períodos de divulgação dos resultados trimestrais. 

Logo, é preciso ponderar se uma flutuação maior de preço ocorreu devido aos movimentos do mercado ou à mudança de fundamentos da empresa.

Quando o preço cai, mas a companhia segue apresentando qualidade, a tendência é que os papéis se valorizem no futuro. Uma mudança de estratégia pode ser necessária em outro cenário: quando a companhia perde seus fundamentos e a baixa de preços reflete isso. 

Neste último caso, vale a pena avaliar se ela ainda faz sentido na sua carteira – caso você a tenha no portfólio.

  1. Tenha paciência

Por fim, entenda que bons investimentos precisam de tempo para se concretizar. Se os seus objetivos são de longo prazo, tenha em mente sua estratégia na hora de avaliar os resultados trimestrais. Então acompanhe sempre as movimentações para realizar eventuais ajustes.

Agora que você sabe o que são e como avaliar os resultados trimestrais, não deve esquecer que um desempenho abaixo do esperado nem sempre indica que a empresa é ruim. Por isso, é importante acompanhar outras projeções para a companhia e ficar sempre atento aos fundamentos dela!

Para te ajudar nesta avaliação dos resultados trimestrais, o time da Capitalizo prepara sempre um documento com as informações divulgadas das principais empresas da B3. Assim, você tem todas informações em um só lugar! Acesse e faça o download.

Agora, se quiser saber quais as empresas que os clientes da Capitalizo possuem em carteira, conheça o Invista em Ações. Nosso produto oferece para você recomendações de análise fundamentalista de diversas empresas, seguindo uma estratégia de Buy&Hold de baixo giro de carteira e orientação para aportes periódicos. 

Acesse nossas recomendações de diferentes Carteiras: Carteira Dividendos, Crescimento, Top Recomendadas, Small Caps, Buy & Hold Raíz, Ações Internacionais e recomendações de Fundos de Ações.

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Capitalizo Análises e Recomendações – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2022 – Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por: Vezy

Receba nossos relatórios Grátis