Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

É possível pagar R$ 0,50 por uma nota de R$ 1,00? Saiba como identificar uma barganha na Bolsa de Valores e comprar ações 'baratas'.

Benjamin Graham

Pai da filosofia de Investimentos em Valor (ou Value Investing), Benjamin Graham é considerado o mentor do maior investidor de todos os tempos, Warren Buffet. Graham ficou famoso pela frase: “comprar uma nota de US$ 1 com uma moeda de US$ 0,50”.

Graham acreditava que é preciso sempre investir com uma margem de segurança. Isso quer dizer que, como o mercado financeiro muitas vezes gera distorções entre preço e “valor justo” de uma ação, existem sempre oportunidades para comprar ações “baratas”. E para Benjamin Graham, o importante não é só comprar ações baratas, mas também comprar ações dentro de uma margem de segurança, com desconto significativo em relação ao seu valor intrínseco. Dessa forma, não só é mais fácil gerar grandes retornos, como também é possível minimizar os riscos de variação nos preços das ações.

Como identificar ações baratas

Uma das formas mais comuns de se ver se uma ação está “barata” é observar o seu P/VPA, ou seja, o preço por ação dividido pelo valor patrimonial por ação. Esse indicador mostra quanto os investidores estão pagando por cada real dos ativos residuais da empresa.

Vamos supor que a empresa ABCD esteja cotada na Bolsa a R$ 10,00, e que o seu valor patrimonial por ação também seja de R$ 10. Nesse caso, o nosso P/VPA seria de 1,00 (10/10), ou seja, as ações da empresa ABCD estariam sendo negociadas exatamente com o valor do seu patrimônio. Na verdade, isso não é comum, porque as ações, em sua maioria, são negociadas com uma expectativa de crescimento. Dessa forma, é normal que os P/VPAs de grande parte das ações estejam com valores superiores a R$ 1,00.

Porém, como sabemos, o mercado não é perfeito e em muitos casos (especialmente em tempos de baixa) mesmo ações de boas empresas podem cair e serem negociadas até abaixo do seu valor patrimonial. Ou seja, elas valem na Bolsa menos que seu próprio patrimônio. Sim, esse tipo de distorção é mais comum do que se imagina.

Ranking P/VPA

Realizamos um estudo com ações listadas na B3 para identificar as mais baratas em relação ao seu valor patrimonial. Porém, é importante ressaltar que o índice deve ser analisado em conjunto com outros indicadores e não é garantia de ativo subavaliado. Valores muito elevados podem significar oportunidade de crescimento, com incremento do patrimônio através de lucros e aumento do denominador.

Separamos algumas empresas que operam próximo ou abaixo do seu P/VPA:

EMPRESA CÓDIGO P/VPA
D1000 Varejo Farma DMVF3 0,56
Iochpe-Maxion MYPK3 0,58
Banrisul BRSR6  0,59
Josapar JOPA3  0,69
Tecnisa  TCSA3  0,71

Conheça as empresas citadas na lista

D1000 Varejo Farma (DMVF3): P/VPA 0,56

Integrante do Grupo Profarma (que também tem ações na bolsa), a D1000 é uma rede de drogarias formada pelas aquisições das bandeiras Drogasmil, Farmalife, Drogarias Tamoio e Drogaria Rosário. A empresa conta com cerca de 200 lojas no Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Tocantins.

O recente IPO da D1000 captou pouco mais de R$ 460 milhões visando estratégia de crescimento, amortização de dívidas e capital de giro. Um dos grandes objetivos da companhia é ganhar espaço de mercado. A empresa também conta com uma estratégia bem interessante de expansão das marcas próprias, com seus produtos representando mais de 6% do autosserviço da rede.

Um dos maiores desafios da D1000 é superar a desconfiança do mercado com sua controladora, a Profarma, que nunca conseguiu efetivamente entregar os bons resultados esperados pelos investidores, e mostrar que são negócios diferentes. Outra questão é um possível conflito de interesses, uma vez que  a D1000 é uma grande cliente da própria Profarma.

Resumidamente, é um modelo de negócio que tem suas complexidades, mas que pode valer a pena para quem acreditar nessa recuperação.

Iochpe-Maxion (MYPK3): P/VPA 0,58

A Iochpe-Maxion é a maior produtora de rodas do mundo e um dos principais produtores de componentes estruturais nas Américas. Com mais de 100 anos de existência, conta com 31 plantas industriais, localizadas em 14 países, reunindo, aproximadamente, 15 mil funcionários.

A companhia é muito forte no exterior em função de se recuperar mais rapidamente. Como ponto negativo, há um menor crescimento na Ásia em função da crise.

Banrisul (BRSR6): P/VPA 0,59

Com mais de 90 anos de história, o Banrisul é o maior banco do Rio Grande do Sul, com participação de mercado de 48,41% no estado. 

Por lei e contratos, o Banrisul é responsável pela cobrança de impostos, transferência de fundos do Estado e a administração das folhas de pagamento dos servidores públicos estaduais, aposentados e fornecedores. Além disso, fornece serviços para entidades do governo estadual e para a maioria dos governos municipais do RS.

A empresa ainda possui muitos pontos para ajusta. Sua via de crescimento deve ser por meio da expansão dos canais de atendimento, modernização e melhoria de eficiência. Uma privatização do banco, no entanto, é muito difícil no momento.

Josapar (JOPA3): P/VPA 0,69

Há 10 anos no mercado, a Josapar é uma micro cap com valor de mercado de R$ 386 milhões. É conhecida, principalmente, pelas marcas Tio João (arroz), Meu Biju (arroz e feijão), Supremo (adubos e fertilizantes especiais), além da Supra Soy (produtos a base de soja), exportando seus produtos para mais de 40 países. Assim, está entre as 100 maiores empresa de agronegócio do Brasil, com receita de mais de R$ 1,5 bi em 12 meses.

A Josapar tem uma liquidez baixa na bolsa de valores e vale a pena ficar de olho, principalmente quem gosta de se adiantar e, aos poucos, comprar um ativo que não é tão comentado. A tendência é que, futuramente, a empresa possa melhorar em termos de governança e também em termos de liquidez das suas ações, em um processo que foi semelhante ao que foi visto com Irani Celulose e Dimed, por exemplo.

Tecnisa (TCSA3): P/VPA 0,71

Registrando prejuízo desde 2016, a Tecnisa passa por um período de reestruturação. Ela é uma das maiores incorporadoras de empreendimentos residenciais do Brasil, com 43 anos de mercado. Cresceu muito a partir de 2007, diversificando territorialmente. O crescimento, porém, não ocorreu de maneira rentável.

A partir de 2015, a Tecnisa optou por priorizar parcerias financeiras, permanecendo-se responsável pelos processos de incorporação, construção e venda, além de focar atuação na região Metropolitana de São Paulo, sempre com foco na manutenção da sua rentabilidade.

Quer receber as melhores recomendações de ações para montar sua carteira de longo prazo?

Se você tem o objetivo de investir em ações na bolsa de valores sob a estratégia e o foco no longo prazo, seja visando a rentabilidade ou o recebimento de dividendos, o produto perfeito para você é o INVISTA EM AÇÕES.

Com ele, você conta com análises e recomendações para identificar boas empresas, aproveitar o potencial de valorização de seus ativos e acumular patrimônio utilizando a passagem do tempo a seu favor. É o auxílio que você precisa para construir e diversificar seu portfólio, investindo nas melhores companhias do Brasil e do Mundo.

Invista em Ações traz as análises e recomendações de boas empresas e é dividido em seis carteiras recomendadas, cada uma visando um objetivo específico: Dividendos, Crescimento, Top Recomendadas, Small Caps, Buy and Hold Raiz e Internacionais

Fique por dentro ainda dos avisos de pagamentos de dividendos, fatos relevantes, análises setoriais e análises de relatórios trimestrais e anuais.

E mais: sendo cliente Capitalizo, você também:

✅ Tem acesso total a nossa equipe de atendimento por e-mail, WhatsApp e Telegram
✅ Recebe materiais, e-books e relatórios exclusivos
✅ Pode solicitar uma análise de seus investimentos já existentes
✅ Assiste às mentorias fechadas para clientes e tira suas dúvidas direto com o Tiago Prux

Nossos resultados

Confira, nas imagens abaixo, exemplos de algumas das nossas diversas carteiras recomendadas do produto Invista em Ações.

Na primeira, trazemos a rentabilidade da nossa Carteira Recomendada de Ações visando o Crescimento, portfólio de longo prazo que tem o objetivo de garimpar oportunidades nas melhores empresas do Brasil e do mundo com forte potencial de rentabilização. Ela valorizou, desde agosto de 2017, mais de 141%, contra 68% do Ibovespa e 50% do Dow Jones, no mesmo período!

Desde abril de 2018, a Carteira de Ações focada em Dividendos já valorizou, só em rentabilidade das ações que a compõem, mais de 106%! No gráfico abaixo, comparamos a valorização da carteira da Capitalizo com o Ibovespa e também com três dos principais fundos de investimentos focados em dividendos no mesmo período:

Já nossa Carteira Recomendada de empresas Internacionais já valorizou mais de 78% desde abril de 2020. Superando, no mesmo período, o Dow Jones, um dos principais indicadores da bolsa de valores norte-americana.

Quer ir em busca de rentabilidades como essa? Clique aqui e torne-se cliente Capitalizo agora mesmo!

 

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795
Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855
Roberto Martins de Castro Neto, CNPI EM-2423

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Atendimento

E-mail

contato@capitalizo.com.br

Telefone

4003-9127 (para todo Brasil)
em dias úteis, das 8:30 às 17:30

Redes Sociais

Pagamento

Segurança

Capitalizo Análises e Recomendações – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2019 – Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por: Vezy

Receba nossos relatórios Grátis