Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Será que o padrão de nascimento de coelhos, as obras artísticas e o mercado financeiro têm algo em comum? Pode parecer bem estranho falar isso, mas os três contextos — e muitos outros — têm relação com a sequência Fibonacci.

Ela representa um modelo matemático simples, no qual cada número da sequência corresponde à soma dos dois números anteriores a ele. Apesar da aparente simplicidade, há utilidade para ela nas ciências da computação, no design, na teoria de jogos e até mesmo na bolsa de valores.

Na especulação, a chamada retração de Fibonacci é utilizada por alguns analistas e por investidores para perceber possíveis tendências nos ativos. Veja a seguir o que é e como usar o indicador na bolsa!

O que é a retração de Fibonacci?

A retração de Fibonacci é o nome dado a um indicador utilizado na análise de ativos e derivativos por especuladores. Ele pode ser usado em conjunto com a análise técnica para tentar identificar padrões no comportamento dos preços no mercado de renda variável.

As projeções de Fibonacci são dinâmicas. Assim, podem ser úteis para compreender os ciclos de movimentação da bolsa de valores no curto prazo. Para entender mais sobre como ela é usada no trade, é preciso conhecer a série Fibonacci.

Série Fibonacci

A série Fibonacci é um conceito da matemática, desenvolvido por Leonardo Pisano Bigollo. Ele foi um matemático Italiano do século XII. Analisando alguns fenômenos da natureza, Leonardo chegou a uma sequência numérica de “razão ouro”.

Basicamente, trata-se de uma série de números que se inicia no número 0 e cujo número seguinte será sempre a soma dos dois anteriores a ele. Por exemplo:

0 – 1 – 1 – 2 – 3 – 5 – 8 – 13 – 21 – 34 – 55 – 89...

Outra característica da sequência é que a razão entre dois números dela é chamada de Phi e corresponde a 1,618. Assim, qualquer número dividido pelo anterior alcançará um resultado próximo a esse.

A série Fibonacci representa o equilíbrio perfeito, por causa de sua razão constante. Além de ser analisada em fenômenos naturais, ela pode ser encontrada em diversas obras de arte ou arquitetura. Por exemplo, os trabalhos de Leonardo da Vinci e as pirâmides do Egito.

Fibonacci e a especulação financeira

Como você viu, a série de Fibonacci não tem origem ou relação específica com os investimentos ou a especulação na bolsa. Mas a sequência e a razão ouro são aplicadas de maneira inversa para analisar os padrões de reversão de preços na renda variável.

A razão considerada é de 0,618 e a sequência numérica é entendida por especuladores como um indicador para níveis de suporte e resistência no gráfico. A sequência considerada para o equilíbrio perfeito é expressa em porcentagens. Por exemplo: 100%, 61,8%, 50%, 38,2%, 23,6% e 0%.

Como a retração de Fibonacci funciona?

Como você viu, a sequência de Fibonacci aplicada à especulação considera porcentagens. A ideia é que ela expresse o movimento dos preços na bolsa de valores — que, de modo geral, sofrem uma retração em algum momento e depois voltam a se mover na tendência.

Esse ciclo visto no mercado é a base para o conceito de retração de Fibonacci. Ele representa, então, o momento ou intervalo em que a bolsa retrocede e apresenta uma mudança de tendência no preço.

O uso da sequência por especuladores possibilita simplificar a análise do mercado financeiro e identificar as chamadas zonas de alerta. Normalmente, são considerados pontos de alerta as porcentagens representadas por 23,6%, 38,2% e 61,8%.

Além disso, há algumas interpretações para os possíveis pontos de reversão no movimento. Por exemplo, na zona de 6% há uma movimentação leve, mas rápida. Na de 23% é possível observar uma retração leve, revertendo a tendência.

Já as retrações que acontecem no ponto de 38,2% são consideradas moderadas. Na zona de 62% há retrações fortes, mais raras do que as outras. Elas podem trazer oportunidades interessantes na especulação. Por isso, são conhecidas como “retração de ouro”.

Para alguns especuladores, a retração de Fibonacci é aliada à Teoria de Dow na análise dos preços. Assim, é comum que eles avaliem também os pontos 50%, 76,4% e 100% como importantes.

Como calcular? 

Como você viu, existem maneiras diferentes de interpretar a retração de Fibonacci na especulação. É interessante se aprofundar sobre o assunto e identificar quais seriam suas preferências, caso queira colocá-la em prática nas suas análises.

Calcular a retração de Fibonacci é algo simples. O trader só precisa ter acesso ao gráfico de um ativo ou derivativo e analisar os movimentos de preços. O cálculo pode ser feito de maneira automática pela plataforma da renda variável, na ferramenta chamada “retração de Fibonacci”.

Basta que você selecione o início e o fim do movimento que deseja avaliar. Então, o sistema lhe mostra a linha de Fibonacci para aquele ativo. Depois, é possível interpretar os dados segundo as porcentagens vistas.

Em um exemplo prático, considere a análise de uma ação que teve preço inicial de R$ 20,00 e passou para R$ 30,00. Aplicando a sequência, 100% é o ponto mais baixo (R$ 20,00) e 0 é o mais alto (R$30,00). As linhas de suporte podem ser encontradas em 38,2% e 61,8% (zona de ouro).

Vale ressaltar, no entanto, que as razões de Fibonacci superam os 100% sempre que preciso. Ou seja, é possível haver retrações superiores a 100%.

Quando utilizar a retração de Fibonacci?

A aplicação das ideias matemáticas da retração de Fibonacci na especulação tem o objetivo de ajudar o trader a identificar padrões comportamentais nos preços de ativos e derivativos. Especificamente, pontos de resistência ou suporte.

Assim, a ferramenta pode ser útil para lhe mostrar zonas onde os preços estão apresentando tendência de mudança. Logo, oportunidades para montar operações de especulação e lucrar com a oscilação da bolsa.

A retração de Fibonacci pode ser utilizada para analisar qualquer tipo de ativo ou derivativo na renda variável. As chamadas zonas de alerta podem lhe indicar pontos de entrada para negociações de trade.

Contudo, vale a pena ter atenção ao utilizar os valores matemáticos para especular. Como você viu, ele oferece uma análise simplificada. Portanto, é importante não basear suas decisões apenas no indicador da retração de Fibonacci.

Tenha uma estratégia de análise técnica eficiente e um bom manejo de risco para especular com mais segurança. Fazer análises equivocadas pode gerar prejuízos significativos. Então, é preciso ficar atento.

___

Quer ser um trader e um investidor bem sucedido? Conheça o Full Trader, o produto mais completo da Capitalizo para quem deseja investir em ações!

Com ele, você tem acesso ao pregão ao vivo com a venda e compra de ativos em tempo real para suas operações de Day Trade. Além disso, receba relatórios e análises para investimentos de buy&hold, swing trade, position trade, rastreador de tendências (técnica exclusiva) e muito mais.

Acesse agora e comece a impulsionar de vez seus investimentos.

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Atendimento

E-mail

contato@capitalizo.com.br

Telefone

4003-9127 (para todo Brasil)
em dias úteis, das 8:30 às 17:30

Redes Sociais

Pagamento

Segurança

Capitalizo Análises e Recomendações – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2019 – Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por: Vezy

Receba nossos relatórios Grátis