Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Se você já conhece as ações, pode gostar de descobrir os derivativos que trazem oportunidades de proteção e especulação na bolsa. Estamos falando das opções. Elas também são negociadas no ambiente de renda variável, mas não funcionam como os papéis de empresas.

Os derivativos são contratos atrelados a ativos — que podem ser ações, índices, moedas, commodities etc. — e possibilitam diversas operações. Eles podem apresentar algumas vantagens em relação aos ativos, como a liquidez ou o menor custo.

Então, que tal saber mais sobre como operar opções? Veja a seguir os detalhes sobre o assunto e confira 4 dicas para iniciar!

O que é o mercado de opções?

Quem negocia com ações ou cotas de alguns fundos de investimentos realiza operações no mercado à vista. Ele funciona com a negociação direta de ativos. Logo, você compra ou vende os papéis, adquirindo ou repassando a posse deles.

No mercado à vista, as operações estão voltadas para o presente. No mercado de opções é diferente. Elas podem estar atreladas às ações, mas são negociadas na forma de contratos com uma data no futuro.

Em relação aos papéis de empresas, por exemplo, as opções negociam o direito de comprar ou de vender certa quantidade de ações por um preço determinado e em um prazo previamente combinado no contrato.

É possível ter uma opção de compra ou uma de venda. No primeiro caso, o titular (que adquiriu a opção) tem o direito de decidir pela compra do ativo quando a data chegar. Então, se o preço combinado estiver vantajoso em relação ao de mercado, ele pode realizar a transação.

Se o preço não estiver interessante, é possível não exercer seu direito. Logo, a opção expira sem que você compre o ativo. Em uma opção de venda o que está sendo negociado é o direito de vender o ativo quando a data chegar.

O fato do titular ter o direito de decidir se faz ou não o negócio significa que o lançador (a outra parte do contrato) tem a obrigação de acatar a decisão. Ou seja, caso o titular opte por comprar um ativo, o lançado precisa vendê-lo.

Como operar com opções?

Você acabou de ver como funciona o mercado de opções. Apesar de apresentar diferenças em relação ao mercado à vista, a movimentação de preço delas se dá de maneira semelhante. Em ambos os casos, há atuação da lei de oferta e procura.

Como as opções envolvem o congelamento de um preço para o futuro, elas se valorizam ou desvalorizam a partir da movimentação do seu ativo objeto. Por exemplo, se o preço de uma ação está subindo, as opções que apresentam um preço menor para ela podem se valorizar.

Desse modo, o mercado de opções pode trazer oportunidades para quem deseja saber como operar com derivativos. Confira 4 dicas práticas para dar seus primeiros passos neste ambiente!

1. Entender como as opções funcionam

Não poderíamos começar essa lista com uma orientação diferente, certo? O passo inicial para realizar qualquer investimento ou atividade especulativa é saber como ela funciona e de que forma é possível obter resultados.

O mercado de opções também é acessado pela bolsa de valores, semelhante ao mercado à vista. Em vez de digitar o ticker de ativos, você deve procurar pelos códigos que identificam os derivativos. No caso das opções, o ticker específica alguns detalhes.

As primeiras letras dele fazem alusão ao ativo objeto do qual a opção deriva. Ao final, há um número que indica o strike — isto é, o preço que é definido para a compra ou venda do ativo na data combinada.

Antes dos números finais, há uma letra que identifica quando se trata de uma opção de compra ou de uma opção de venda. Além disso, ela também mostra o mês de vencimento do contrato, Conforme a tabela:

Mês de vencimento Opção de Compra (CALL) Opção de Venda (PUT)
Janeiro A M
Fevereiro B N
Março C O
Abril D O
Maio E Q
Junho F R
Julho G S
Agosto H T
Setembro I U
Outubro J V
Novembro K W
Dezembro L X

2. Ter um objetivo definido

É muito importante que você não realize investimentos ou operações no mercado financeiro sem um objetivo. Afinal, torna-se mais difícil encontrar resultados positivos quando não se sabe quais são as expectativas e metas.

As opções podem ser utilizadas tanto por investidores de longo prazo que desejam se proteger de alguma oscilação quanto por especuladores. Cada um deles terá objetivos diferentes, então vale a pena saber mais.

No caso de investidores, o intuito é fazer hedge — proteger a carteira. Por exemplo, adquirir opções de venda das ações a um determinado preço quando você acredita que elas podem cair é uma forma de reduzir os riscos de prejuízo.

Na especulação, o objetivo é lucrar com as oscilações de preço do curto prazo. Muitas opções apresentam liquidez alta e volatilidade. Assim, são vistas como oportunidade de ganhos por traders no mercado de renda variável.

3. Estudar e ganhar experiência

Uma dica fundamental para quem deseja saber como operar opções é não deixar de lado o conhecimento. É importante estudar o assunto e ganhar experiência, a fim de reduzir a probabilidade de ter resultados negativos.

Tenha em mente que tudo o que você não conhece é potencialmente mais arriscado no mercado financeiro. Por isso, vale a pena considerar a entrada no mercado de opções aos poucos, para que seja possível aprender sobre ele e ganhar mais segurança.

4. Ter manejo de risco

Outra atitude essencial ao operar opções é entender como ter um bom manejo de risco — principalmente se você é um especulador. Afinal, o mercado de opções pode apresentar volatilidade maior do que o mercado de ações.

Isso significa que há oportunidades de lucro, mas também existem maiores riscos. Consequentemente, saber como reduzi-los vira uma necessidade para o especulador. Então busque conhecer e utilizar ferramentas que possam lhe ajudar a operar com mais tranquilidade.

Chegamos ao final do nosso conteúdo com dicas para quem deseja aprender como operar opções. Aproveite as informações que viu neste post para saber como funciona o mercado e de que forma é possível encontrar resultados a partir dele!

Quer operar ou investir com mais eficiência na bolsa de valores? Conheça o Full Trader, nosso produto mais completo para investir na renda variável.

Nele, você terá acesso diário ao nosso pregão ao vivo e receber todos os relatórios e análises feitos pelo time da Capitalizo. Você poderá receber recomendações para o curto, médio e longo prazo para ações, mini índice e dólar, opções, long&short, milho futuro, e muito mais! Acesse agora e comece a impulsionar seus investimentos.

Tem alguma dúvida sobre o produto? Então entre em contato conosco e fale com a gente!
___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795

Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Capitalizo Análises e Recomendações – CNPJ: 27.253.377/0001-09 
© 2022 – Todos os Direitos Reservados.

Receba nossos relatórios Grátis