As melhores Carteiras de Investimentos do Brasil | Confira aqui

carteira de investimentos

Diariamente, trazemos dicas de como montar uma boa Carteira de Investimentos e mostrar, na prática, como funcionam as recomendações presentes na nossa assinatura Carteiras Capitalizo.

Hoje, vamos falar um pouco sobre as nossas Carteiras de Longo Prazo e como elas vêm se comportando.

Quantidade e qualidade andam juntas

Sem contar as estratégias de curto e médio prazos do Full Trader, temos 12 Carteiras de Longo Prazo dos mais diferentes perfis e tipos de investimentos: Renda Fixa, FIIs e Reits, Ações, Fundos, Criptoativos e as Diversificadas. Dessa forma, independentemente do seu perfil, você terá acesso a uma carteira montada com base nos seus objetivos. 

A maior parte dessas carteiras iniciou em 2017. Porém, mesmo considerando as mais novas, TODAS elas batem seus respectivos benchmarks ou índices de referência – sejam eles o CDI, Ibovespa, S&P 500, Dow Jones, IDIV ou SMLL.

Isso não quer dizer que não erramos ou que não passamos por alguns períodos no ”negativo”, especialmente nas Carteiras de Ações. Contudo, uma Carteira bem montada, como as nossas, tem mais chances de passar pelas adversidades e entregar retornos bem acima da média ao longo do tempo. E é isso que fazemos e entregamos por aqui. 

Vale lembrar que as nossas Carteiras de Longo Prazo são todas de baixo giro. Isso permite que você tenha que disponibilizar apenas 10 minutos por mês para saber de tudo que está acontecendo e manter seu portfólio sempre atualizado. 

Ressaltando que o processo que antecede uma recomendação é bastante complexo e exige muita pesquisa, conhecimento e tempo de mercado. Porém, existe um fator que tem sido fundamental para o nosso bom desempenho e que está presente em todas as nossas Carteiras: o equilíbrio.

Equilíbrio 

Uma carteira bem equilibrada é peça-chave, não só para a proteção do nosso patrimônio, mas também para que possamos ter ganhos consistentes ao longo do tempo. 

Nas nossas carteiras, não existe “a bola da vez” ou o “melhor investimento”. O mais importante é entender que cada ativo da carteira tem o seu papel, a sua importância. Em tempos de dólar em alta, por exemplo, ações de exportadoras costumam andar bem ou cair menos. Já em tempos de juros mais baixos, as ações de varejistas podem adicionar muito retorno para o portfólio. 

Não abrimos mão da diversificação, em nenhuma das nossas carteiras –  sabemos que esse assunto parece ”batido”, mas a maior parte dos investidores não diversifica o suficiente, nem da forma correta. 

Nossas Estratégias, Carteiras e Resultados

Abaixo, segue o nosso Relatório de Performance, que é atualizado diariamente. Nele, você tem acesso a todos os resultados das nossas Carteiras focadas no Longo Prazo.

Além disso, clicando no nome da Carteira, é possível ter ainda mais detalhes sobre as rentabilidades e explicações sobre os funcionamentos de cada uma delas: