Benjamin Graham, Warren Buffett e Peter Lynch: entenda as estratégias de cada um

Quem deseja investir cada vez melhor se beneficia de conhecer a história de grandes investidores. Eles têm muito conhecimento e experiência no mercado e podem compartilhar importantes lições com você.

Nomes de importante peso na bolsa de valores, como Benjamin Graham, Warren Buffett e Peter Lynch construíram fortunas com investimentos em ações. Então, vale a pena tentar modelar as técnicas que deram tão certo para eles, não é?

A seguir, você conhecerá um pouco mais sobre a história de cada um deles e verá quais são as estratégias utilizadas nas suas carteiras. Confira!

As estratégias de Benjamin Graham

Comecemos pelo “pai do Value Investing” (ou investimento de valor) — estratégia utilizada por outros grandes nomes (vamos citar alguns ainda nesse artigo). 

Quem foi Benjamin Graham

Graham foi um jovem de origem judaica cuja família passou por dificuldades na guerra. Em busca de dinheiro para ajudar seus familiares, ele começou a trabalhar em Wall Street depois de se formar na faculdade.

Apesar de iniciar sua atuação em um cargo operacional, a capacidade analítica de Graham chamou atenção e logo ele foi promovido — até chegar rapidamente a sócio da empresa onde trabalhava, aos 26 anos de idade.

Além do trabalho na bolsa, Graham se tornou também professor universitário e autor de livros. As obras dele, “Security Analysis” e “O Investidor Inteligente”, são considerados dois dos títulos mais importantes sobre mercado financeiro e investimentos.

Sua carreira como professor durou até seus 62 anos, quando ele deixou a sala de aula. Em 1976, Graham faleceu de causas naturais, aos 82 anos.

Como Graham investia

Benjamin Graham não apenas utilizava estratégias interessantes na bolsa — ele criou a sua! Ele é precursor do que conhecemos por value investing. Uma técnica que consiste, basicamente, em encontrar boas empresas a preços descontados.

Os resultados dos investimentos desse grande nome foram vantajosos tanto em suas escolhas pessoais quanto à frente de sua empresa (a Graham-Newman). Um dos princípios centrais praticados por ele era o manejo de risco.

Graham chamava a atenção para o fato de que não é possível prever o que acontece no mercado de ações. Por isso, via no value investing uma maneira de obter margem de segurança ao investir. Ao optar por empresas descontadas, era possível reduzir a possibilidade de desvalorização.

Além disso, ele defendia adotar uma postura conservadora ao analisar ações — buscando por empresas de qualidade para o longo prazo. A diversificação também era considerada fundamental por ele para controlar os riscos na bolsa.

As estratégias de Warren Buffett

Depois de conhecer o mentor Benjamin Graham, vamos saber mais sobre a vida de Warren Buffett. Ele aprendeu muito com o antigo professor e chegou ao patamar de maior investidor da bolsa de valores. 

Quem é Warren Buffett

É difícil encontrar investidores da bolsa que não tenham ouvido falar nos ensinamentos de Warren Buffett. Ele conquistou tantos resultados incríveis ao longo do tempo que se tornou um mito — é chamado de oráculo de Omaha.

Buffett é norte-americano e teve um exemplo de investidor na própria casa: seu pai trabalhou como operador da bolsa. Assim, desde muito jovem ele já colocou em prática algumas lições sobre investimentos. Sua primeira compra de ações se deu aos 11 anos.

Na faculdade, Buffett se graduou em Economia e estudou na Universidade de Columbia, com Benjamin Graham, para se especializar. Por alguns anos, os dois trabalharam juntos em um negócio de gestão de investimentos. Depois, Buffett criou a sua própria empresa.

Como Buffett investe 

Até hoje, Warren Buffett realiza investimentos pela sua empresa – a Berkshire Hathaway – e traz resultados a diversos investidores. Além disso, seus relatórios de análise são esperados com muita expectativa pelo mercado. Assim como seu principal mentor, a estratégia central adotada por ele é a do value investing.

Apesar de tanta fama, um dos diferenciais de Buffett é seguir uma estratégia relativamente simples. Começa por um cuidado fundamental: ele só investe em negócios que consegue entender. Antes de comprar ações, ele precisa saber como a empresa ganha dinheiro.

Outro critério utilizado em seus investimentos é buscar por companhias que tenham segurança na geração do fluxo de caixa — conseguindo se comportar com resiliência em momentos críticos da economia.

Além disso, Buffett também se preocupa em analisar o longo prazo. Assim, prefere investir em empresas que apresentam vantagens competitivas em relação à concorrência — dando sinais de que o negócio se perpetuará no futuro.

As estratégias de Peter Lynch

Por fim, temos mais um grande investidor com o qual você pode aprender importantes orientações para guiar seus investimentos na bolsa. Peter Lynch é um dos maiores gestores de fundos de todos os tempos. 

Confira, a seguir, o que ele tem a ensinar!

Quem é Peter Lynch

Lynch também é norte-americano e nasceu no ano de 1944. Sua entrada no mercado financeiro se deu desde jovem — quando comprou ações de uma empresa e, depois de algum tempo, obteve um lucro interessante com elas.

Na faculdade, Lynch se especializou nas áreas de História, Filosofia e Psicologia. Depois, fez mestrado em Administração de Empresas e, em 1966, iniciou sua carreira em investimentos a partir de um estágio em um fundo de ações.

Logo depois, ele passou a ser o gestor do fundo. Até hoje, o Fidelity, que foi gerido por ele durante anos, é um dos fundos mais rentáveis da história. A carreira de sucesso levou Lynch a se aposentar cedo: aos 46 anos ele saiu do cargo de liderança e passou a se dedicar à filantropia.

Como Lynch investe

E qual foi a estratégia acertada que levou Lynch a ótimos resultados na gestão de um fundo de ações? Além de se basear também no value investing, ele apresentou um diferencial: investir em empresas com maior potencial de crescimento.

Lynch aportou em muitas empresas de menor porte, acreditando que elas podem trazer retornos maiores do que grandes empresas com perfil de risco semelhante. Assim, ele buscava rentabilidade acima da média.

Outro cuidado que o investidor tinha era optar por negócios “econômicos”. Ou seja, que cuidassem bem do capital e valorizassem o retorno dado aos acionistas. Isso significava investir em empresas simplificadas, sem enormes prédios ou luxos desnecessários.

Além disso, Lynch sempre foi adepto de ter uma Carteira bastante diversificada. Ele mostrou, na prática, que mais mais ações não significa menos retorno. 

O melhor de cada um 

E, então, o que você achou das estratégias de Benjamin Graham, Warren Buffett e Peter Lynch? 

Na minha avaliação, existem algumas características desses investidores que, quando “misturadas”, deixam o investidor com ainda mais chance de vencer no mercado: o conservadorismo e o manejo de risco de Graham, a simplicidade de Buffett e o pensando voltado a diversificação de Lynch.

Todas essas característica são utilizadas por mim e pela nossa equipe de análise em nossas Estratégias de Investimentos.

Um abraço e ótimos investimentos!
Tiago Prux

Desempenho Histórico da Carteira Tiago Prux

Confira, abaixo, o retorno da Carteira Tiago Prux em diferentes períodos, conheça o ganho médio ao ano e o desempenho histórico em relação ao Ibovespa e o S&P500 (em R$):

 

A Lebre e a Tartaruga | Informativo Semanal da Carteira Tiago Prux

O maior jogador de basquete de todos os tempos, Michael Jordan, costuma dizer que ”temos que ser fiéis aos nossos planos. Não existem atalhos”.

Jordan, mais do que ninguém, sabia que para se alcançar bons resultados era preciso estar preparado para isso. O próprio Jordan estreou na NBA na temporada 84-85 e foi ser campeão somente em 90-91. Não que ele estivesse proibido de ser campeão logo no início, mas mesmo o maior jogador da história teve que esperar o seu tempo de maturação.

Ele não queria ”queimar a largada” e sabia que com trabalho e planejamento, as conquistas viriam.

No mundo dos investimentos, especialmente na Bolsa de Valores, muitos investidores acham que tudo é um ”jogo de curto prazo”, onde ou se ganha dinheiro em pouco tempo, ou se deva logo desistir se os resultados não vierem.

Hoje quero compartilhar um importante artigo em que falo sobre a importância da consistência e de se ter um plano para atingir seus objetivos: A Lebre e a Tartaruga

Era uma vez… uma lebre e uma tartaruga. A lebre vivia caçoando da lerdeza da tartaruga. Certa vez, a tartaruga já muito cansada por ser alvo de gozações, desafiou a lebre para uma corrida. A lebre, muito segura de si, aceitou prontamente. Não perdendo tempo, a tartaruga colocou-se a caminhar, com seus passinhos lentos, porém, firmes.

Logo, a lebre ultrapassou a adversária, e vendo que ganharia fácil, parou e resolveu cochilar. Quando acordou, não viu a tartaruga e começou a correr. Já na reta final, viu finalmente a sua adversária cruzando a linha de chegada, toda sorridente.

A Lebre e a Tartaruga é uma das Fábulas de Esopo, na qual, em uma improvável corrida, uma lenta tartaruga vence a veloz lebre. Talvez essa seja uma das fábulas que melhor definem os investidores, pois ela mostra, de maneira bem didática, que o que mais importa, é ter consciência e trabalhar persistentemente. Não adianta ser mais rápido ou ter um talento natural, se essas qualidades não forem bem aproveitadas.

Como alcançar bons resultados?

Assim, normalmente, os investidores impacientes acreditam que o que vai fazer a diferença é acertar a ação que mais subiu, dando uma “tacada certeira” e depois “se aposentar”. Eles focam nos resultados e não na forma que irão alcançar eles.

Muitas vezes, essa tacada certeira realmente acontece. O investidor consegue comprar exatamente a ação que mais está subindo e que é a maior posição da sua carteira de ativos. Ou seja, o investidor acertou o alvo. No entanto, isso pode trazer a sensação para o investidor de que ele é imbatível. Diversificar o seu portfólio e estudar não parecem mais fazer sentido para este investidor.

Esse sentimento vai aumentando à medida que a ação continua subindo. Quanto mais ela sobe, mais certo ele está. No entanto, assim como no caso da lebre, que parou para cochilar, o investidor relaxa e, de uma hora para outra as coisas começam a dar errado. Aquela ação que era a “melhor do mundo”, começa a cair. No primeiro momento, o investidor tem certeza de que o mercado está errado, e que os “preços vão voltar”.

De forma alguma ele vai confessar que errou em não fazer a diversificação da sua carteira de ativos e agora já é uma “questão de honra” manter aquela posição. O tempo vai passando (semanas, meses e, normalmente, o resultado é o mesmo: a tacada certeira, virou um mico que não sai do lugar. E, assim, como na fábula, ele viu todos aqueles investidores que eram tolos e realizaram a diversificação das suas carteiras, passarem a sua frente.

Em resumo, investir é uma maratona, em que quem ganha não é o mais rápido, mas sim o mais consistente. Por melhor que seja uma empresa, ela pode virar um negócio ruim ou enfrentar problemas durante bastante tempo. Caso um desses cenários aconteça, é possível que seu preço fique longos períodos sem subir ou caindo.

Se você, investidor, realizar uma pesquisa rápida nas cotações de várias empresas, vai se surpreender que, muitas delas, que são ótimos negócios, já chegaram a ficar 5, 10 ou 15 anos, sem subir ou caindo. Exemplos não faltam: Petrobras (PETR4), Usiminas (USIM5), AmBev (ABEV3), Lojas Renner (LREN3), entre tantas outras.

Será que vale realmente a pena focar na busca da “tacada certeira”?

Nós da Capitalizo acreditamos que não. Não existem atalhos. Para se ganhar dinheiro de forma consistente, ao longo do tempo, é preciso ter uma boa estratégia e uma carteira equilibrada/diversificada. É mais importante ter vários bons ganhos do que acertar uma ou duas vezes nas maiores vencedoras.

Vários gestores, por exemplo, acertaram a grande alta das ações de Magazine  Luiza (MGLU3), mas erraram tanto em outras posições, que acabaram literalmente entregando todos os ganhos.

Não estamos dizendo que somos invencíveis ou que não erramos, mas até hoje não deixamos nenhuma tragédia acontecer. Entendemos que é preferível ser a “lenta tartaruga”, que é focada e persistente e que vai passar a vida no mercado financeiro, do que a “veloz lebre” que, apressada e arrogante, logo na “largada” perdeu a corrida.

Um abraço e ótimos investimentos!
Tiago Prux

Desempenho Histórico da Carteira Tiago Prux

Desde Julho de 2017, a Carteira Tiago Prux entrega resultados bem acima dos principais índices de mercado. Confira abaixo, os desempenhos dos últimos anos, desse ano, em 12 meses e o retorno médio (ao ano):

Confira também o desempenho completo, desde Julho de 2017:

Vale destacar que a Carteira Tiago Prux, vem entregando, em média, mais de 40% de retorno ao ano. Esse desempenho foi capaz de transformar cada R$10.000 investidos em mais de R$55.000.

Como funciona a Carteira Tiago Prux?

A Carteira Tiago Prux, por exemplo, tem o objetivo de seguir uma Estratégia Buy & Hold, através de investimentos basicamente em Ações (internacionais e brasileiras), utilizando os conceitos de investidores reconhecidos como Warren Buffett e Peter Lynch.

Atualmente, 90% da Carteira é composta por ações de empresas internacionais ou empresas brasileiras que também tem receita no exterior. Dessa forma, é uma Carteira de Ações verdadeiramente global. Além disso, a Carteira utiliza duas Estratégias que têm trazido ganhos ‘’extras”, menor volatilidade e mais rentabilidade ao portfólio:

Proteção de Carteira: caso seja necessário, teremos recomendações de venda de ações ou utilizaremos opções para a Proteção de Carteira.

Venda (short) de Ações: podemos utilizar a venda de ações para termos mais recursos para financiar a comprar de outros ativos com maior potencial.

Importante: Como essa é uma Carteira de baixíssimo giro e de longo prazo, com apenas 10 minutos por mês, você consegue tranquilamente fazer o acompanhamento da Carteira Tiago Prux.

Quer ir em busca de uma rentabilidade como essa?

Seja um investidor global e tenha acesso a uma das melhores Carteiras de Ações de Longo Prazo do mercado. Não perca mais tempo e assine agora o Carteiras Capitalizo.

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso à:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

Produtos da Carteira Capitalizo

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.