Calculadora do Milhão. Como viver da renda passiva de dividendos, investindo em ações

A acumulação

A primeira fase do processo de “viver de renda passiva” é a acumulação. Nessa fase, o investidor coloca um objetivo de tempo e do quanto ele fará em aportes.

O ideal é fazer investir com valores que você não irá precisará utilizar. Por isso, esse valor depende de investidor para investidor. Alguns terão uma quantidade fixa por mês, outros utilizarão um valor percentual da sua renda, como por exemplo, 5%, 10% ou mais. Não existe uma fórmula pronta, mas o quanto você se sente confortável em investir.

Além disso, algumas pessoas farão aportes bimestrais ou trimestrais. O mais importante é começar, mesmo que com pouco. Caso seja necessário, você poderá aumentar esses valores com o passar do tempo.

“Quanto vou ganhar?” 💰

Essa é a pergunta que todos fazem e a resposta é: não temos como saber. Felizmente ou infelizmente não temos como prever o montante final, pois esse valor depende de milhares de variáveis e a maior parte delas não está em nosso controle.

Por isso, não perca seu tempo e seu foco fazendo centenas de simulações – ainda mais em ações que, como o próprio nome diz é renda variável.

Foque no fato de que você tem a chance de ganhar muito dinheiro e viver da renda desses valores. Isso é o que mais importa.

No exemplo da nossa projeção utilizamos a nossa Carteira Dividendos+ como referência. Eu tenho quase certeza que não atingiremos exatamente esses valores projetados. O que sei é que eles podem ser menores ou até mesmo maiores. Além disso, os ganhos médios que temos conseguido até agora são perfeitamente replicáveis para o futuro.

A calculadora

Abaixo, temos a projeção dos ganhos da nossa Carteira Dividendos+ e do Ibovespa para os próximos 10 e 20 anos, considerando aportes mensais de R$1.000:

▶ Comparativo considerando o prazo de 10 anos

Total investido: R$120.000

-Carteira Dividendos+: R$ 490 mil

-Ibovespa: R$ 217 mil

▶ Comparativo considerando o prazo de 20 anos

Total investido: R$240.000

-Carteira Dividendos+: R$ 5,6 milhões

-Ibovespa: R$ 852 mil

⚠️Importante e não custa lembrar: o retorno passado nunca é garantia de retorno futuro. Isso é apenas um exercício de simulação. Os retornos anuais considerados foram de 26,90% da Carteira Dividendos+ e de 11,52% do Ibovespa, desde Julho de 2017.

A hora de Viver de Renda!

Em algum momento no futuro, o investidor poderá querer não fazer mais aportes ou simplesmente retirar os valores dos dividendos, sem fazer o reinvestimento.

Lembro que o retorno da nossa Carteira Dividendos+ leva em consideração o reinvestimento dos dividendos do seu início até hoje. Levando em conta o nosso retorno em dividendos (yield), a média anual está em 8,91%. Ou seja, esse seria o retorno projetado médio sem fazer novos reinvestimentos.

Dessa forma, caso fosse do seu interesse “viver” desses dividendos os retornos seriam os seguintes:

▶ Comparativo considerando o prazo de 10 anos

Valor total projetado da Carteira de Dividendos: R$490 mil

Projeção de dividendos ao ano: R$43.659

Projeção de dividendos ao mês: R$3.638

▶ Comparativo considerando o prazo de 20 anos

Valor total projetado da Carteira de Dividendos: R$ 5,6 milhões

Projeção de dividendos ao ano: R$498.960

Projeção de dividendos ao mês: R$41.580

⚠️ Importante: Lembro que esse valor mensal é apenas a divisão do valor anual por 12 meses. O recebimento de dividendos é variável e, mesmo que a nossa Carteira esteja pagando Dividendos todos os meses, não temos como garantir que isso se manterá o futuro.

Por que utilizar uma Carteira focada em Dividendos?

Qualquer uma das nossas Carteiras de Ações de Longo Prazo pode ser usada para a Estratégia de aportes mensais.

Porém, como o foco da Dividendos+ é encontrar ações de empresas que já pagam ou pagarão “gordos” dividendos, ela “casa” perfeitamente com esse perfil.

“Se fosse tão fácil, todo mundo faria!”

Concordo! Sei que olhando apenas os resultados tudo parece muito fácil para ser verdade. Quem nunca investiu de forma PROFISSIONAL tem todo o direito de desconfiar. E é nossa obrigação explicar como as coisas funcionam.

Primeiramente é preciso entender que não existe mágica, nem milagre. Esse é um longo caminho e desafios não vão faltar. Vontade de desistir, ficar preocupado porque o mercado caiu ou querer resgatar todo o dinheiro para comprar o “carrão” do ano são pensamentos que, de tempos em tempos virão a sua cabeça. Acreditem, eu sei como é.

A segunda questão é que a maior parte das pessoas que investem não possuem uma método, uma Estratégia. Fiz questão de colocar a palavra PROFISSIONAL em “caixa alta”, pois a maioria dos investidores não atua dessa forma do mercado. Só investir não basta, você precisa investir bem, de forma verdadeira profissional.

Ser profissional não é ser analista, muito menos ter que fazer análises. Eu não faço análises, eu sigo as feitas pela nossa equipe, mas sou profissional.

Pense nas pessoas de sucesso, qualquer uma: Warren Buffett, Michael Jordan, Pelé…eles são excepcionais, mas nunca fizeram nada sozinhos.

Pense nas pessoas de sucesso que estão a sua volta: um primo, irmão, um amigo…eu não preciso conhecê-los para saber que nunca fizeram nada sozinho.

A grande maioria das pessoas que fazem sucesso são profissionais justamente porque contam com pessoas boas ao seu redor. Isso é exatamente o que eu faço.

A dura realidade de quem investe é que a maioria está sozinha ou mal assessora e perde muito dinheiro ou nunca ganha nada.

Eu não me julgo o “salvador da pátria” e sei que a Capitalizo tem muito a melhorar, mas eu tenho e sigo um método. E isso já me faz ter uma chance muito maior de ganhar dinheiro. Seguindo tudo que recomendamos, eu sou a prova viva de que o que fazemos funciona.

Como costumo falar, não sabemos se o preço da PETR4 vai subir ou cair amanhã (isso ninguém sabe). Porém, como temos Estratégias bem montadas, sempre sabemos o que estamos fazendo. E o melhor: fazemos tudo de forma 100% transparente e independente.

Além da Estratégia

Perceba que a Estratégia, o Método, nós temos. A maioria das pessoas pensa que o que fará diferença é somente isso, mas não é verdade. Ou seja, “do nosso lado” temos Estratégias que são usadas há muito tempo com pessoas de verdade, com dinheiro de verdade. Essa é a nossa parte, o que oferecemos para você.

Porém, existe a parte do investidor e, na maioria das vezes, quem perde dinheiro é porque falha em não se atentar para alguns pontos importantes.

Eu vou comentar sobre eles e, como você verá, a maioria deles não tem nada a ver com a Estratégia, mas com o lado psicológico ou emocional do investidor. É muito importante que você não subestime esses fatores pois serão eles que farão toda a diferença:

Seguir o que falamos 

Nós sempre fazemos questão que as pessoas sigam o que recomendamos, então faça isso. Não prometemos ganhos, mas prometemos continuar entregando os mesmos métodos que trouxeram tantos lucros até agora.

Pergunto: é mais fácil ganhar dinheiro usando algo que já funciona ou sem método algum?

Não ficamos “reinventando a roda” a todo momento. Os ajustes finos ao longo do caminho são sempre bem vindos, mas a maioria das pessoas de sucesso segue uma linha de pensando, uma Estratégia que as levou até lá. Isso que fazemos por aqui.

Escolhas ruins ou perdas irão acontecer, isso faz parte. Porém, saber minimizar essas perdas e errar pouco é fundamental para se ganhar dinheiro na bolsa.

Ter perfil 

Não existe a melhor, nem a pior Estratégia ou Investimento. Existe um perfil para cada um deles. Quando uma pessoa vai investir em ações ela tem que ter perfil para o “sobe e desce” do mercado. Isso também é muito importante.

Muitos nasceram para pular de paraquedas ou subir no alto de um prédio de 100 andares e olhar para baixo, por exemplo. Eu não! Não gosto de altura eu não tenho perfil para esse tipo de coisa. Porém, o fato de eu não ter perfil não invalida o de que outras pessoas possam gostar.

Por isso, respeite o seu perfil. Não o dos outros.

Ser simples pode não ser fácil

Fazer investimentos mensais durante 10 ou 20 anos pode ser fácil para algumas pessoas e para outras não.

Além disso, nem tudo é que é fácil (na teoria) é simples de ser seguido (na prática). Tomar 1 ou 2 litros de água por dia deve ser uma das tarefas mais triviais e que nos gera uma serie de benefícios à saúde.

Tomar água todos os dias parece fácil, mas quem consegue seguir essa dica todos os dias? Pois é, você sabe a resposta.

Não subestime as coisas por parecerem ser fáceis.

Disciplina e paciência 

Crises, altas e baixas da bolsa, aquela ação que não sai do lugar. Como falei a vontade de “jogar tudo para o alto” em algum momento vai aparecer.

Além disso, investir dessa forma é um processo de longo prazo e uma das coisas mais difíceis que existe é ter consistência. Costuma ganhar mais quem é mais consistente. Não esqueça que se você investe bem o tempo está ao seu favor.

Por isso, ter paciência e disciplina é fundamental para que você siga o seu planejamento.

10 minutos por mês ⏱️

Por fim, o só pedimos mais uma coisa: que você tenha 10 minutos por mês para ver se a Carteira teve algum tipo de modificação. É importante frisar que essa Estratégia é de longo prazo, de baixíssimo giro, mas que eventualmente algumas ações poderão sair ou entrar na Carteira.

Dessa forma, é importante que às 18:00 do último dia útil de cada mês você veja pelo seu computador ou pelo nosso aplicativo se aconteceu alguma alteração ou não. Caso algo tenha sido recomendado, você poderá efetuar a movimentação no dia seguinte ou nós próximos.

Caso não tenha acontecido nenhuma alteração (o que será o padrão), você só precisará fazer o aporte do mês e comprar o que recomendamos para você.

Para quem quiser se dedicar e entender mais, eu lembro que diariamente publicamos relatórios falando sobre o mercado e as empresas. Porém, a regra é que o investidor tenha disponível apenas 10 minutos por mês.

Essa é a chance que você tem de investir no seu futuro e da sua família, visando atingir seus sonhos e objetivos. Dessa forma, você terá uma vida mais feliz e tranquila, assim como eu e milhares de pessoas que investem seguindo as recomendações da Capitalizo.

Logo abaixo você tem acesso a mais informações da Carteira Dividendos+ e de como você pode assinar a Capitalizo e começar a investir, de forma profissional, em busca da tão sonhada renda passiva.

Um abraço e ótimos investimentos!
Tiago Prux

Conheça os resultados históricos e atualizados da Carteira Dividendos+

Renda Passiva Mensal: Conte com a Carteira Dividendos+

carteira_de_dividendo

Ter a oportunidade de receber dividendos todos os meses e contar com uma fonte de Renda Passiva é o grande sonho de muitos investidores.

Fazer o seu dinheiro finalmente trabalhar por você e atingir sua liberdade financeira é um sonho muito possível de se realizar. Para que isso se torne realidade, você precisa ter uma boa Estratégia de investimentos, disciplina e uma “pitada” de paciência.

E o melhor: para que você possa seguir essa Carteira e investir tranquilamente, de forma profissional, é preciso disponibilizar apenas 10 minutos a cada mês.

Ficou interessado em saber mais?

Conheça a Carteira Dividendos+ da Capitalizo e saiba como podemos te ajudar a atingir os seus objetivos financeiros, através de uma Estratégia de investimentos que vem entregando a combinação perfeita de valorização das ações e gordos pagamentos de dividendos, para quem quer viver de renda ou gerar renda extra. 

Conheça a melhor Carteira de Dividendos do Brasil 

2 Ações para ficar de olho com a Selic em alta

Após seis anos e juros em baixa, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central voltou a subir a taxa básica de juros no Brasil, em um movimento visando segurar a alta recente da inflação.

Ao que tudo indica é que hoje (04/05), a Selic será elevada para 12,75% ao ano. Além disso, não estão descartadas novas altas nas próximas reuniões.

Como os juros refletem nas ações?

Tudo bem que juros baixos são melhores para a economia, uma vez que eles estimulam a tomada de crédito para que as empresas invistam em seus negócios. Por outro lado, a alta exagerada dos juros costuma refletir negativamente em setores de construção civil, locadoras de veículos e, principalmente, varejo, pois tende a reduzir o consumo.

Porém, há alguns setores que se beneficiam bastante com a Selic em alta. Um deles é o setor bancário, já que os bancos trabalham bastante com aplicações indexadas à taxa de juros e inflação.

Outro setor que absorve ainda mais a alta dos juros é o de Seguros, pois:

  • Já é, por si só, um setor de rentabilidade elevada. Isso acontece em função das estruturas enxutas das seguradoras, o que permite que elas tenham elevadas margens e ROEs;
  • Na maioria das vezes o poder de barganha não está na mão do cliente e sim da prestadora do seguro. Isso é importante a medida que as seguradoras não tem dificuldade em elevar seus preços;
  • As seguradoras, normalmente, recebem primeiro e pagam depois, conseguindo aplicar o valor do prêmio no mercado financeiro durante o tempo do contrato. 

Sendo assim, as seguradoras possuem um modelo de negócio bem sólido em que uma leve alta nos juros pode rentabilizar ainda mais suas aplicações financeiras, sem atrapalhar suas gerações de receita. Ou seja, além de ganhar dinheiro com suas operações de venda de seguros, eles conseguem gerar ganhos financeiros. E, como na maioria das vezes, esse valor fica aplicado em títulos atrelados a Taxa Selic, quanto mais ela subir, mais as seguradoras ganham.

Como nos últimos anos a Selic caiu, os ganhos financeiros das seguradoras caíram também. Os resultados não foram piores, porque as seguradoras aumentaram as receitas com vendas. No cenário de elevação de juros, elas voltam a ter maiores ganhos financeiros.

Além disso, o cenário atual é bastante favorável para algumas empresas já consolidadas no ramo aqui do Brasil, onde a busca por fontes complementares de aposentadoria cresce a cada dia, por exemplo. Por isso, mesmo com os juros subindo, não esperamos queda na captação das maiores seguradoras.

Dessa forma, esperamos uma forte recuperação nos resultados das segudoras e maiores dividendos em 2022. É hora de aproveitar.

Confira abaixo 2 empresas do setor consideradas barganhas da bolsa, acompanhe.

BB Seguridade (BBSE3)

A BB Seguridade é uma empresa de participação pertencente ao Banco do Brasil. Ela opera na venda de seguros, previdência aberta, títulos de capitalização e planos de assistência odontológica. Tudo através dos canais do Banco do Brasil, o que facilita bastante a captação de clientes. A distribuição de dividendos continua sendo seu maior foco, visto que o valor pago por ação praticamente dobrou nos últimos anos.

Logo, esta é uma empresa de cunho mais defensivo, para aquele investidor que busca ganhos mais lineares somados a bons proventos. BBSE3 é uma ação que ainda não se recuperou da queda de preços causada pela pandemia em 2020. Mas é aqui onde a “barganha” entra, pois é uma empresa que possui participação relevante em todos os mercados que atua, é bem gerida e sempre vem pagando bons dividendos.

Ou seja, é uma empresa que no momento está mal precificada e que, com um pouco de paciência, no longo prazo, pode oferecer um ótimo retorno!

Porto Seguro (PSSA3)

Sendo atualmente a 4ª maior companhia seguradora do país, a Porto Seguro é líder no ramo de automóveis e residências e detalhe: é líder de longa data num mercado extremamente competitivo e influenciado por taxa de juros.

A empresa possui cerca de 35 mil corretores independentes que distribuem seus produtos de seguros residenciais e de veículos com exclusividade na rede de agências do Itaú. Banco esse que inclusive detém uma participação de cerca de 30% das ações da empresa. 

Falando de preço, a empresa segue a mesma linha das outras citadas acima: está extremamente descontada.

Mas afinal, por que são barganhas?

Temos hoje um cenário de juros em ascensão, o que beneficia as seguradoras sem causar maiores danos em suas receitas.

São empresas bem consolidadas no mercado nacional, possuem uma excelente gestão, distribuem bons proventos e estão mal precificadas. Ou seja, tudo o que um investidor de longo prazo almeja: comprar ações de qualidade e ainda por cima descontadas. Sem esquecer claro, do forte pagamento de dividendos que essas empresas deverão fazer. 

Nossas recomendações no setor

Gostou o case das seguradoras frente a essa provável alta na Taxa Selic? Pois saiba que tudo isso já havia sido comentado aos nossos clientes há algum tempo, especialmente para quem quer receber gordos dividendos.

E nada melhor que nossa Carteira Dividendos+ para atender a essa demanda. Dessa forma, temos três recomendações no setor financeiro, que se beneficiam fortemente desse bom cenário para as companhias seguradoras. Inclusive, boa parte do nosso excelente retorno deve-se a essas ações.

Abaixo, segue o retorno histórico da Carteira Dividendos+ em relação ao Ibovespa e ao IDIV:

Aproveite para conferir o desempenho ano a ano da nossa Carteira de Dividendos:

Se você quer ter acesso completo às recomendações da Carteira Dividendos+ e buscar resultados como esses, assine o Carteiras Capitalizo.

Lembrando que, por ser uma Carteira de baixo juro, focada no Longo Prazo, com apenas 10 minutos por mês, você conseguirá manter a Carteira Dividendos+ atualizada. 

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso à:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

___

Produtos da Carteira Capitalizo

 

 

Importante: Quanto antes você começar, melhor. O tempo é seu maior aliado! Comprar ações com cotações menores, pode garantir retornos com dividendos maiores. Além disso, os juros compostos vão fazer toda a diferença no sucesso da sua Estratégia.

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.

5 Dicas para criar uma carteira de dividendos agora mesmo

Ter uma carteira de dividendos pode ser uma alternativa interessante para quem busca por investimentos de longo prazo na renda variável e deseja obter renda passiva no futuro. Afinal, esse tipo de portfólio pode sofrer menos efeitos da volatilidade, pois não se baseia apenas no crescimento do valor das ações para trazer resultados ao investidor.

Em geral, os papéis que compõem uma carteira voltada para dividendos têm algumas características em comum. Entre elas, estão a expectativa de pagamento contínuo de proventos, um índice de Dividend Yield atrativo e fundamentos sólidos das empresas.

Neste artigo, você acompanhará 5 dicas para criar uma carteira de dividendos sólida e aumentar seu patrimônio no longo prazo a partir do recebimento de proventos. Confira!

Afinal, o que são dividendos?

Antes de conferir nossas 5 dicas para criar uma carteira eficiente de dividendos, é preciso entender o que são, de fato, estes proventos distribuídos por empresas listadas na bolsa de valores.

Os dividendos são parte dos lucros que uma companhia de capital aberto distribui aos seus acionistas — de forma proporcional aos papéis que cada um possui. A remuneração visa satisfazer os investidores e atrair o interesse do mercado. 

O mais comum é que os dividendos sejam pagos em dinheiro ou ações. As empresas também podem fazer o pagamento em direitos de subscrição, o que é menos habitual. A frequência com que os dividendos são pagos varia de acordo com cada companhia – e a informação deve constar no estatuto da empresa.

As carteiras de dividendos, portanto, são formadas por um conjunto de investimentos em renda variável cujo objetivo é permitir ao investidor receber proventos e obter renda passiva ao longo do tempo. Elas podem ser compostas, por exemplo, por ações e fundos de investimento imobiliário.

O mais comum, no entanto, é que os investidores optem por montar uma carteira de ações focadas em dividendos.

Como criar uma carteira de dividendos?

A ideia de ter uma carteira de dividendos lhe interessa? Então, é importante entender como criar um bom portfólio deste tipo – a fim de obter bons resultados no longo prazo.

Para criar uma carteira de dividendos em ações eficiente é importante buscar por empresas que tenham histórico de pagar bons proventos aos acionistas. Outra característica comum de uma boa carteira de dividendos é trazer companhias mais sólidas – que tendem a oferecer menores riscos ao investidor.

Também é válido focar no médio e longo prazo para obter retornos mais consistentes. Ao investir desse modo, é possível atenuar os riscos da carteira. Afinal, as oscilações temporárias do mercado influenciarão pouco nos seus resultados — já que não será de seu interesse vender os papéis tão cedo, certo?

Ou seja, ao escolher uma carteira de dividendos é fundamental ter paciência para deixar o dinheiro investido – colhendo os resultados durante os anos. O valor referente aos proventos é pago periodicamente pelas empresas, de acordo com as diretrizes de cada uma – e você se beneficiará deles se mantiver sua estratégia no longo prazo.

Por fim, para criar uma carteira de dividendos robusta, é importante fazer uma boa análise de fundamentos antes de escolher os ativos. Apesar de os rendimentos passados não serem garantia de ganhos futuros, fazer uma avaliação cuidadosa é fundamental para ter sucesso nesta jornada.

5 dicas para montar sua carteira de dividendos

Agora que você já sabe o que são os dividendos e como criar uma carteira direcionada ao recebimento de proventos na bolsa de valores, confira 5 dicas para começar a compor seu portfólio de dividendos agora mesmo!

1. Avalie a solidez da empresa

Em geral, empresas que pagam bons dividendos são mais sólidas do que aquelas que não pagam — pois já estão consolidadas e podem compartilhar uma maior parte do seu lucro com os acionistas. Tal ponto deve ser cuidadosamente avaliado, já que bons fundamentos costumam resultar em menores riscos para o investidor.

Outra dica é ter atenção ao histórico de pagamento das companhias. Ele não é garantia de lucro futuro, mas pode lhe dar informações importantes. Analise os últimos anos de distribuição de proventos para entender a frequência de pagamentos. 

Fique atento também à constância na distribuição. Se a empresa pagou muito bem em um ano, mas não manteve a média, ela pode não ser a melhor opção para uma carteira de dividendos.

2. Identifique as maiores pagadoras

Alguns indicadores fundamentalistas ajudam você a identificar quais são as maiores pagadoras de dividendos da bolsa. Por exemplo, o dividend yield e o dividend payout. Saiba mais sobre eles a seguir:

Dividend yield

Esse indicador é obtido pela divisão do valor pago de dividendo pelo preço de cada ação. O resultado permite comparar o valor relativo pago por diferentes empresas para entender quais distribuem mais proventos em relação ao preço de compra dos papéis.

Na teoria, quanto maior o dividend yield de uma empresa, mais proventos ela distribui. No entanto, não basta apenas analisar o indicador isoladamente para tomar a decisão de compra dos ativos.

Dividend payout

O cálculo do dividend payout é feito dividindo o valor pago de dividendos pelo lucro da empresa em determinado período. Assim, é possível descobrir quanto do percentual de lucro da companhia é distribuído para os acionistas – e quanto é reinvestido no próprio negócio.

A análise permite comparar empresas e descobrir o que elas fazem com o lucro. Mas vale destacar, novamente, que o indicador não deve ser analisado de maneira isolada.

3. Conheça seu perfil de investidor e seus objetivos

É fundamental analisar se o seu perfil de investidor é compatível com o tipo de risco das ações. Você deve estar preparado para passar por possíveis oscilações do mercado ao longo do tempo. Então, este é um investimento indicado para perfis moderados e arrojados.

Também é importante entender quais são os seus objetivos financeiros. As ações se adéquam melhor aos planos de longo prazo. Ter uma renda passiva — para a aposentadoria, por exemplo — é uma das principais metas de quem investe em empresas que pagam bons dividendos.

Já quem está montando patrimônio tende a utilizar os dividendos recebidos para comprar novas ações. Nesse caso, o objetivo é acelerar a acumulação de capital para, no futuro, usufruir dos recursos.

4. Mantenha um bom planejamento financeiro

Um bom planejamento financeiro é fundamental para quem deseja montar uma carteira de dividendos. Para isso, é necessário entender qual é a porcentagem do seu salário que será destinada para gastos fixos e variáveis e quanto poderá ser investido mensalmente.

Ajustar alguns custos pode ser necessário para que você consiga fazer investimentos constantes. Isso é importante para que a sua carteira cresça e, no longo prazo, seja possível ter uma renda proveniente dos dividendos.

5. Reinvista os dividendos

Reinvestir os dividendos é uma estratégia poderosa para acumular mais patrimônio, pois você conta com a ação indireta dos juros compostos – a partir da exposição à economia real – a seu favor. Assim, até mesmo quem começa com pouco dinheiro tem chances de obter maiores ganhos se mantiver os reinvestimentos.

Ao reinvestir os dividendos sempre que possível, você reduz o seu preço médio por ação e aumenta o valor da sua carteira. Afinal, quando você compra mais ativos com os dividendos recebidos, sua quantidade de ações na carteira cresce sem a necessidade de colocar mais do seu próprio dinheiro.

Nossos resultados

Uma carteira de dividendos bem montada é capaz de acelerar o crescimento do seu patrimônio, criar uma fonte de renda passiva no futuro e proteger o poder de compra do seu dinheiro. E conquistar estas vantagens ficará muito mais fácil ao seguir nossas dicas!

Na Carteira Recomendada de Dividendos da Capitalizo, está uma seleção dos ativos que foram analisados e recomendados pela nossa equipe de analistas como aqueles que já são bons pagadores de dividendos e tem potencial para tornar-se ainda melhores! Confira o resultado acumulado até agora:

gráfico demonstrando rentabilidade da carteira de dividendosImportante ressaltar que compõem a carteira dividendos tanto ações de empresas nacionais quanto de companhias do exterior.

E você, quer começar a investir em ações para ganhar proventos e viver de renda? Então não deixe de conhecer o Invista em Ações, produto da Capitalizo que ajuda você, investidor, a ter uma carteira sólida focada em dividendos e no longo prazo. 

Com o Invista em Ações, você impulsiona seus investimentos com as mais completas análises e recomendações de papéis do mercado. Receba semanalmente notificações das ações recomendadas, como avisos de pagamentos de dividendos, fatos relevantes, análises setoriais e análises de relatórios trimestrais e anuais.

Acesse agora nossas recomendações de diferentes Carteiras: Carteira Dividendos, Crescimento, Top Recomendadas, Small Caps, Buy & Hold Raíz, Ações Internacionais e recomendações de Fundos de Ações.

Tem alguma dúvida sobre o produto? Então entre em contato conosco e fale com a gente!

___

Analistas Responsáveis

Danillo Sinigaglia Xavier Fratta, CNPI-T EM-1795
Daniel Karpouzas Barcellos, CNPI EM-1855
Roberto Martins de Castro Neto, CNPI EM-2423

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.