A nossa Bolsa de Valores está barata?

bolsa_esta_barata

Estamos recebendo vários questionamentos sobre o momento atual da Bolsa.

Afinal, ela está barata?

Veja, quando falamos em “Bolsa”, estamos querendo dizer o “Ibovespa”, que é o principal índice do nosso mercado de ações. Ele nada mais é do que uma carteira teórica das 88 empresas mais líquidas da bolsa…

Ou seja, se elas sobem, o Ibovespa deve subir. Se elas caem, naturalmente, o Ibovespa tende a cair também.

E sobre ela estar “barata”, estamos nos referindo a um fato um pouco raro na história do mercado. Para que fique mais claro, veja este gráfico:

Ele representa o P/L (Preço / Lucro) histórico da Bovespa. Esse indicador mostra, em teoria, em quantos anos o nosso investimento feito no ativo seria recuperado.

Hoje, o P/L do Ibovespa gira em torno de 4,43x e, se você reparar bem, verá que estamos num patamar mais barato que o do fundo da crise do ano passado e também da crise de 2008!

Isso significa que a nossa Bolsa está, sim, muito barata!

Logicamente, não recomendamos ninguém utilizar esse indicador de maneira isolada, mas, atualmente, ele é um ótimo indicativo do quão barata a nossa Bolsa está. Veja, por exemplo, as principais empresas que compõem o Ibovespa:

VALE3 (12,51%), PETR4 (6,07%), ITUB4 (5,5%), BBDC4 (4,69%), PETR3 (4,68%), B3SA3 (3,75%), ABEV3 (3,20%), WEGE3 (2,82%), JBSS3 (2,46%), ITSA4 (2,32%) e BBAS3 (2,01%).

Olhando para essas empresas e aquelas que acompanhamos ou recomendamos, enxergamos a maioria delas divulgando resultados positivos nesse 2º trimestre. Tendência que deve se manter para 2023.

Além disso, ainda existe uma série de boas oportunidades em Ações Internacionais e em diversas Small Caps brasileiras que sequer fazem parte do Ibovespa e estão fora do radar da maioria dos investidores. Existem diversas empresas boas que tiveram suas ações caindo nos últimos trimestres mesmo tendo melhorado seus resultados.

Ou seja, temos muitas oportunidades para fazer excelentes negócios e comprarmos ótimas empresas bastante descontadas.

A hora é de filtrar essas ações e aproveitar.

E, você, quer receber as melhores recomendações de Ações para o Longo Prazo?

Atualmente, temos 5 carteiras de ações com foco no Longo Prazo, utilizando a estratégia fundamentalista Buy & Hold: Carteira Dividendos +, Micro e Small Caps, Top Crescimento, Internacional (criada em 2020) e Tiago Prux. Em todas elas, o nosso investidor é avisado de qualquer passo que precisa ser feito e os momentos de compra e de venda das ações.

Ou seja, essa é a sua chance de aproveitar esse ótimo momento do mercado com orientação profissional da Capitalizo.  Abaixo, trago o desempenho das três mais procuradas pelos nossos clientes, a Tiago Prux, Dividendos+ e Micro e Small Caps:

Importante: todas as Carteiras são de baixo giro, ou seja, com apenas 10 minutos por mês você conseguirá acompanhá-las e mantê-las atualizadas. Dessa forma, também são ideais para investidores que compram ações periodicamente.

Se você busca encontrar boas oportunidades em Ações para o longo prazo, então, você precisa conhecer e assinar o nosso produto Carteiras Capitalizo!

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso a:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

Clique no botão abaixo para saber mais ou assinar agora mesmo o Carteiras Capitalizo!

 

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no YouTube e inscreva-se.

Conheça 5 Small Caps Baratas da Bolsa para Investir em 2022

small caps para investir

Nesse artigo, vamos falar sobre 5 Small Caps que julgamos de boa qualidade e, principalmente, baratas.

Para achar ações baratas, é possível utilizar uma serie de indicadores fundamentalistas. Apesar de não recomendarmos a utilização de nenhum indicador de maneira isolada, hoje traremos ações de empresas que estão atrativas em relação ao indicador Preço/Lucro ou PL – o mais conhecido e utilizado no mundo todo.

Lembrando que,o P/L é uma fórmula que estima o tempo, levando em conta que a empresa mantenha os seus lucros, que suas ações levarão para “devolver” ao investidor o valor pago por ela. Abaixo segue o seu o cálculo:

P/L = Cotação da Ação / Lucro Por Ação

Exemplo: Ação cotada R$10 e o lucro líquido anual por ação R$2,00.

Calculando o P/L, temos: 10/2= 5.

Portanto, serão necessários cinco anos para o retorno do investimento.

Abaixo, seguem 5 Small Caps que contam com índices de P/L favoráveis. Confira:

ENAUTA (ENAT3)

A companhia de energia Enauta vem se aproveitando do bom momento vivido pelo Setor Petroleiro, nos últimos meses, assim como outras empresas do setor, como a PetroRio por exemplo. Somente em 2022, as ações ENAT3 sobem em torno de 65%.

A Enauta é uma empresa focada na exploração, refinamento e distribuição de petróleo e gás, sendo uma das maiores do segmento por conta de um portfólio descentralizado. Todavia, além de considerar o P/L de 4,0 vezes, deve-se ponderar que é uma empresa exposta às flutuações do câmbio e influenciada pelo preço dos barris de petróleo.

WIZ (WIZS3)

Entre as seguradoras no Brasil, a Wiz é aquela que, na nossa visão, tem melhor diversificação de negócios e com alta possibilidade de internacionalizar suas atuações.

A corretora viu nos últimos tempos ocorrer o fim da exclusividade de seus contratos com a Caixa. E, desde então, sua dependência com o banco passou a ser diluída com outras parcerias, como a do Banco Inter.

Além das características citadas, também cabe destacar que se trata de uma companhia com operações de baixo custo, boa margem de lucro, receitas crescentes e muita experiência no setor de seguros, sendo atrativa a longo prazo.

Em 2022, as ações WIZS3 sobem em torno de 20%. Com isso, temos um P/L de 6,3 vezes para WIZS3.

BANCO MERCANTIL (BMEB4)

Outra small cap bem interessante, e que geralmente se mantém fora do radar de muitos investidores, é o Banco Mercantil. Fundado em 1943, o banco possui um grande foco no atendimento de beneficiários do INSS, especialmente em Minas Gerais e no interior do estado de São Paulo.

Através desta base, o Mercantil atua na venda de produtos como investimentos, crédito, corretagem de seguros, e câmbio. Mercado este, que possui menor risco como principal característica, fornecendo boa previsibilidade aos negócios do banco.

Seu P/L atualmente se encontra em patamares bem interessantes, na casa de 6,0 vezes. Já suas ações, BMEB4, caem em torno de 3% esse ano.

PORTOBELLO (PTBL3)

A Portobello é um dos maiores grupos do setor cerâmico do Brasil, atuando na produção de revestimentos, bem como na prestação de serviços complementares no ramo de materiais de construção civil.

No mercado interno, a companhia mantém a maior rede de franquias especializadas em revestimentos cerâmicos do país, além de atuar na revenda e no atendimento direto à grandes obras e construtoras com serviços de engenharia.

Mas sua atuação não se restringe somente ao Brasil. A empresa exporta para mais de 60 países ao redor do globo, com destaque para os mercados de países das Américas, incluindo os EUA.

Em 2022, as ações caem em torno de 5%, mantendo o P/L da companhia em torno de 6,2 vezes.

Pensando no longo prazo, avaliamos como mais interessante manter ativos de empresas que trabalham com materiais de construção, como é o caso da própria Portobelo, do que empresas diretamente do setor de construção civil por exemplo.

CELESC (CLSC4)

Por fim, cabe ficarmos de olho também na Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina). A empresa é uma das maiores do setor elétrico brasileiro, controlada justamente pelo governo de Santa Catarina.

Dentre suas atuações no setor, merece destaque as áreas de distribuição e geração de energia. Além disso, a companhia também detém  o controle acionário da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) e é sócia de outras quatro companhias, nos ramos de transmissão, saneamento e geração hidrelétrica.

Somente na divisão de distribuição de energia elétrica, a Celesc obteve um faturamento bruto de praticamente R$ 16,7 bilhões em 2021.

Atualmente, os papéis da empresa apresentam um P/L atrativo de 3,9 vezes, com uma queda das ações CLSC4 de 3% em 2022.

Nossas recomendações de Micro e Small Caps

As recomendações de ações Micro e Small Caps fazem parte do DNA da Capitalizo. Atualmente, em todas as nossas Carteiras de Ações de Longo Prazo, esses tipos de ativos fazem parte.

Vale ressaltar que, normalmente, as empresas de menor capitalização normalmente estão “fora do radar” dos grandes investidores, como Fundos e Estrangeiros, o que deixa essa classe de ações com um potencial ainda maior.

Falando um pouco de resultados, abaixo você pode conferir o desempenho acumulado da nossa Carteira Micro e Small Caps que faz parte da nossa assinatura Carteiras Capitalizo

Como é possível ver acima, o retorno histórico da nossa Carteira é fantástico. Esse retorno foi o suficiente para transformar cada R$10.000 investidos em R$48.300 – acima de qualquer índice do mercado. Abaixo, segue o retorno ano a ano, além do ganho média anual:

Se você quiser receber as melhores recomendações de Ações Micro e Small Caps, faça como mais de 15.000 investidores, que seguem as nossas recomendações e assine o Carteiras Capitalizo:

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso à:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

clique aqui para assinar o carteiras capitalizo

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no YouTube e inscreva-se.

2 Ações para ficar de olho com a Selic em alta

Após seis anos e juros em baixa, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central voltou a subir a taxa básica de juros no Brasil, em um movimento visando segurar a alta recente da inflação.

Ao que tudo indica é que hoje (04/05), a Selic será elevada para 12,75% ao ano. Além disso, não estão descartadas novas altas nas próximas reuniões.

Como os juros refletem nas ações?

Tudo bem que juros baixos são melhores para a economia, uma vez que eles estimulam a tomada de crédito para que as empresas invistam em seus negócios. Por outro lado, a alta exagerada dos juros costuma refletir negativamente em setores de construção civil, locadoras de veículos e, principalmente, varejo, pois tende a reduzir o consumo.

Porém, há alguns setores que se beneficiam bastante com a Selic em alta. Um deles é o setor bancário, já que os bancos trabalham bastante com aplicações indexadas à taxa de juros e inflação.

Outro setor que absorve ainda mais a alta dos juros é o de Seguros, pois:

  • Já é, por si só, um setor de rentabilidade elevada. Isso acontece em função das estruturas enxutas das seguradoras, o que permite que elas tenham elevadas margens e ROEs;
  • Na maioria das vezes o poder de barganha não está na mão do cliente e sim da prestadora do seguro. Isso é importante a medida que as seguradoras não tem dificuldade em elevar seus preços;
  • As seguradoras, normalmente, recebem primeiro e pagam depois, conseguindo aplicar o valor do prêmio no mercado financeiro durante o tempo do contrato. 

Sendo assim, as seguradoras possuem um modelo de negócio bem sólido em que uma leve alta nos juros pode rentabilizar ainda mais suas aplicações financeiras, sem atrapalhar suas gerações de receita. Ou seja, além de ganhar dinheiro com suas operações de venda de seguros, eles conseguem gerar ganhos financeiros. E, como na maioria das vezes, esse valor fica aplicado em títulos atrelados a Taxa Selic, quanto mais ela subir, mais as seguradoras ganham.

Como nos últimos anos a Selic caiu, os ganhos financeiros das seguradoras caíram também. Os resultados não foram piores, porque as seguradoras aumentaram as receitas com vendas. No cenário de elevação de juros, elas voltam a ter maiores ganhos financeiros.

Além disso, o cenário atual é bastante favorável para algumas empresas já consolidadas no ramo aqui do Brasil, onde a busca por fontes complementares de aposentadoria cresce a cada dia, por exemplo. Por isso, mesmo com os juros subindo, não esperamos queda na captação das maiores seguradoras.

Dessa forma, esperamos uma forte recuperação nos resultados das segudoras e maiores dividendos em 2022. É hora de aproveitar.

Confira abaixo 2 empresas do setor consideradas barganhas da bolsa, acompanhe.

BB Seguridade (BBSE3)

A BB Seguridade é uma empresa de participação pertencente ao Banco do Brasil. Ela opera na venda de seguros, previdência aberta, títulos de capitalização e planos de assistência odontológica. Tudo através dos canais do Banco do Brasil, o que facilita bastante a captação de clientes. A distribuição de dividendos continua sendo seu maior foco, visto que o valor pago por ação praticamente dobrou nos últimos anos.

Logo, esta é uma empresa de cunho mais defensivo, para aquele investidor que busca ganhos mais lineares somados a bons proventos. BBSE3 é uma ação que ainda não se recuperou da queda de preços causada pela pandemia em 2020. Mas é aqui onde a “barganha” entra, pois é uma empresa que possui participação relevante em todos os mercados que atua, é bem gerida e sempre vem pagando bons dividendos.

Ou seja, é uma empresa que no momento está mal precificada e que, com um pouco de paciência, no longo prazo, pode oferecer um ótimo retorno!

Porto Seguro (PSSA3)

Sendo atualmente a 4ª maior companhia seguradora do país, a Porto Seguro é líder no ramo de automóveis e residências e detalhe: é líder de longa data num mercado extremamente competitivo e influenciado por taxa de juros.

A empresa possui cerca de 35 mil corretores independentes que distribuem seus produtos de seguros residenciais e de veículos com exclusividade na rede de agências do Itaú. Banco esse que inclusive detém uma participação de cerca de 30% das ações da empresa. 

Falando de preço, a empresa segue a mesma linha das outras citadas acima: está extremamente descontada.

Mas afinal, por que são barganhas?

Temos hoje um cenário de juros em ascensão, o que beneficia as seguradoras sem causar maiores danos em suas receitas.

São empresas bem consolidadas no mercado nacional, possuem uma excelente gestão, distribuem bons proventos e estão mal precificadas. Ou seja, tudo o que um investidor de longo prazo almeja: comprar ações de qualidade e ainda por cima descontadas. Sem esquecer claro, do forte pagamento de dividendos que essas empresas deverão fazer. 

Nossas recomendações no setor

Gostou o case das seguradoras frente a essa provável alta na Taxa Selic? Pois saiba que tudo isso já havia sido comentado aos nossos clientes há algum tempo, especialmente para quem quer receber gordos dividendos.

E nada melhor que nossa Carteira Dividendos+ para atender a essa demanda. Dessa forma, temos três recomendações no setor financeiro, que se beneficiam fortemente desse bom cenário para as companhias seguradoras. Inclusive, boa parte do nosso excelente retorno deve-se a essas ações.

Abaixo, segue o retorno histórico da Carteira Dividendos+ em relação ao Ibovespa e ao IDIV:

Aproveite para conferir o desempenho ano a ano da nossa Carteira de Dividendos:

Se você quer ter acesso completo às recomendações da Carteira Dividendos+ e buscar resultados como esses, assine o Carteiras Capitalizo.

Lembrando que, por ser uma Carteira de baixo juro, focada no Longo Prazo, com apenas 10 minutos por mês, você conseguirá manter a Carteira Dividendos+ atualizada. 

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso à:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

___

Produtos da Carteira Capitalizo

 

 

Importante: Quanto antes você começar, melhor. O tempo é seu maior aliado! Comprar ações com cotações menores, pode garantir retornos com dividendos maiores. Além disso, os juros compostos vão fazer toda a diferença no sucesso da sua Estratégia.

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.