3 ações baratas do setor bancário

empresas do setor bancário

Ao realizar investimentos em ações visando ganhos para o longo prazo, um dos critérios de avaliação que o investidor deve levar em consideração é a perenidade das empresas, ou do setor no qual elas estão inseridas. E, dentre os setores mais perenes da bolsa, se destaca o setor bancário.

Sendo assim, preparamos um material riquíssimo sobre o setor bancário e três empresas que podem ser consideradas como as mais baratas no momento. Confira!

Conheça o Setor Bancário

O setor bancário, além de deter a característica de perenidade citada, também pode ser considerado um dos setores mais lucrativos do mercado. E esta lucratividade está diretamente ligada ao grande spread bancário praticado pelos bancos.

Resumidamente, o banco cobra taxas muito maiores, por meio de suas operações de crédito, do que paga via instrumentos de aplicação financeira. Para se ter uma noção, em 2021, o spread bancário do Brasil foi o terceiro maior do mundo, perdendo apenas para Madagascar e Zimbábue, segundo dados do Banco Mundial.

Todavia, este modelo de rentabilidade vem sendo ameaçado com o surgimento das chamadas fintechs, representadas pelos bancos digitais. Estas startups têm apresentado um bom ritmo de crescimento pelo país, trazendo produtos até mais baratos, de maneira geral, a seus clientes, dado o fato de possuírem um modelo de negócio mais enxuto, quando comparado aos bancos tradicionais.

Isto, inclusive, tem levado os chamados “grandes bancos” a buscarem estratégias que reduzam seus custos operacionais, com diminuição do quadro de funcionários e do número de agência físicas, além da ampliação e melhoramento de seus canais digitais.

Contudo, para o futuro, poderemos observar um cenário de melhor convergência entre as empresas do setor, sem grandes mudanças de suas características, principalmente no que tange a rentabilidade do sistema bancário como um todo.

Quais as ações baratas ou “barganhas” do setor?

Para investir de forma estratégica, devemos observar as possibilidades que o mercado financeiro oferece, bem como os serviços e novidades acerca das empresas.

Pensando nisso, preparamos abaixo uma lista de 3 ações que são verdadeiras barganhas da bolsa por conta de alguns indicadores fundamentalistas, mostrados na tabela abaixo.

Bancos Código Dividend Yield P/L P/VP ROE
SANTANDER SANB11 10,8% 7,18 1,00 13,9%
BANCO DO BRASIL BBAS3 8,8% 4,87 0,67 13,7%
BANRISUL BRSR6 12,3% 4,94 0,43 8,8%

Fonte: RI das Empresas

SANTANDER (SANB11)

Maior banco estrangeiro atuando no Brasil e terceiro maior banco privado do país, o Santander tem foco no varejo e forte interação com o Banco de Atacado. É parte do Grupo Santander, com sede na Espanha, e contribuiu no primeiro trimestre de 2018 com 27% dos resultados globais do grupo.

No primeiro trimestre de 2022, o banco apresentou uma margem financeira bruta de R$ 13,9 bilhões, o que representou um crescimento de 3,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. A margem líquida, no entanto, apresentou queda de 9,1%, devido à expansão de 45,9% das provisões com crédito de liquidação duvidosa. Por fim, ainda com alta de 5,7% das receitas com serviços e com menor provisão de imposto, o lucro líquido registrou crescimento de 1,3%, fechando em R$ 4,0 bilhões.

Dentre os indicadores mostrados na tabela anteriormente, o Santander se destaca por possuir o maior ROE dentre os três bancos, o que ratifica sua boa rentabilidade histórica.

BANCO DO BRASIL (BBAS3)

O Banco do Brasil é um banco controlado pela União Federal, fundado em 1808 e com valor de mercado de cerca de R$ 150 bilhões. Além disso, possui uma carteira de crédito de quase R$ 700 bilhões. Também conta com forte presença no setor de agronegócio, na administração pública e em serviços diversos.

A margem financeira bruta do banco apresentou um acréscimo de 5,6% entre o 1T21 e 1T22, passando para R$ 15,3 bilhões. Já a margem financeira líquida ficou um pouco mais pressionada, com aumento de 4,8%, devido ao aumento das provisões para crédito de liquidação duvidosa.

Ainda com melhores ganhos com receitas de serviços e com menores perdas operacionais, o Banco do Brasil registrou um crescimento de 34,6% de seu lucro líquido ajustado, que fechou em R$ 6,6 bilhões. Como visto na tabela anteriormente, o Banco do Brasil se destaca por apresentar o menor P/L dos três bancos analisados, além de manter um nível muito interessante de rentabilidade através de seu ROE de 13,7%.

BANRISUL (BRSR6)

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul atua sob a forma de banco múltiplo e opera nas carteiras comercial, de crédito, de financiamento e de investimento, de crédito imobiliário, de desenvolvimento, de arrendamento mercantil e de investimentos, inclusive nas de operações de câmbio, corretagem de títulos e valores mobiliários e administração de cartões de crédito e consórcios.

A margem financeira do banco apresentou queda de 7,1% entre o 1T21 e 1T22, passando para R$ 1,1 bilhão. Outro agravante veio das provisões para crédito duvidoso, que apresentaram alta de 89,9% na mesma base de comparação. Com isso, o lucro líquido finalizou em pouco mais de R$ 164 milhões, registrando queda de 41,2% na comparação anual. Do lado positivo, a carteira de crédito apresentou aumento de 15%.

No comparativo da tabela de indicadores, fica claro que o Banrisul apresenta os melhores valores de P/VPA e Dividend Yield, sendo que este último, inclusive, reflete uma das características históricas do banco, de pagar bons dividendos.

Quais ações de bancos comprar?

Entendemos que o setor bancário, especialmente os grandes bancos, ainda oferecem boas oportunidades para os investidores de longo prazo. Como o crescimento deles será menor nos próximos anos, em relação ao que vimos nos últimos 20 anos, suas necessidades de investimentos serão menores e, cada vez mais, o retorno aos acionistas em forma de dividendos será maior.

Dessa forma, temos recomendações no setor entre as nossas Carteiras de Ações de Longo Prazo.

Quer ter acesso às melhores Carteiras de Ações de Longo Prazo?

Atualmente, temos 5 carteiras de ações com foco no Longo Prazo, utilizando a estratégia fundamentalista Buy & Hold: Carteira Dividendos +, Micro e Small Caps, Top Crescimento, Internacional (criada em 2020) e Tiago Prux. Em todas elas, o nosso investidor é avisado de qualquer passo que precisa ser feito e os momentos de compra e de venda de das ações. Abaixo, veja o desempenho das três mais procuradas pelos nossos clientes, a Tiago Prux, Dividendos+ e Micro e Small Caps:

Importante: todas as Carteiras são de baixo giro, ou seja, com apenas 10 minutos por mês você conseguirá acompanhá-las e mantê-las atualizadas. Dessa forma, também são ideais para investidores que compram ações periodicamente.

Se você busca encontrar boas oportunidades em Ações para o longo prazo, então você precisa conhecer e assinar a Carteiras Capitalizo!

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso a:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

Clique no botão abaixo para saber mais ou assinar agora mesmo o Carteiras Capitalizo!

 

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no YouTube e inscreva-se.

Ranking de dividendos: conheça os maiores pagadores

Ranking de dividendos

O Dividend Yield é um indicador muito utilizado para mostrar o retorno sobre o recebimento de proventos. Os proventos podem ser os dividendos e/ou juros sobre o capital próprio (JCP). Abaixo segue a fórmula de cálculo do Dividend Yield:

calculo dividend yield

Dessa forma, temos o retorno percentual de proventos (dividendos e/ou juros sobre o capital próprio) que o ativo nos pagou nos últimos 12 meses.

Por exemplo: se uma ação estivesse custando, hoje, R$ 100 na Bolsa e se ela tivesse pagado R$ 10 nos últimos 12 meses em dividendos, o Dividend Yield seria de 10%.

Abaixo, seguem os maiores pagadores de dividendos da B3. Esse estudo leva em conta o Dividend Yield com data base de agosto de 2021:

Maiores pagadoras de Dividendos nos últimos 12 meses

NOME CÓDIGO DIVIDEND YIELD
PETROBRAS PETR4 25,8%
BRADESPAR BRAP4 25,4%
BRASKEM BRKM5 22,7%
METALÚRGICA GERDAU GOAU4 19,9%
MARFRIG MRFG3 17,0%
VALE VALE3 16,7%
QUALICORP QUAL3 15,0%
SANTANDER SANB11 12,1%
PÃO DE AÇÚCAR PCAR3 12,0%
USIMINAS USIM5 11,6%

Como avaliar o indicador

Apesar de ser amplamente utilizado, o Dividend Yield não deve ser analisado de forma isolada. Além disso, uma análise mais aprofundada do balanço da empresa nos permite, por exemplo, entender se o Yield foi alto em um determinado período em função de lucros não recorrentes ou pagamentos extraordinários. Fatores que podem distorcer a nossa análise.

Também é importante, para quem busca comprar ações de boas pagadoras de dividendos, entender se a empresa tem condições de aumentar seus lucros futuros e, consequentemente, também aumentar a distribuição de proventos no futuro.

Por outro lado, utilizar o indicador de Dividend Yield é fundamental para selecionarmos os melhores ativos que podem nos gerar certa estabilidade quanto ao fluxo de pagamento de dividendos.

O ideal é buscar um ”mix” entre o crescimento da empresa e o crescimento do pagamento de dividendos. Além de uma política clara de distribuição de dividendos de forma constante.

O efeito no longo prazo

Muitas pessoas (normalmente investidores mais novos) têm a sensação de que o pagamento de dividendos é baixo ou de que não é relevante. Na verdade, essa é uma falsa sensação, pois no longo prazo, o efeito da valorização da ação, somada ao pagamento de dividendos pode ser muito positivo.

Abaixo, temos o exemplo da Itaúsa (ITSA4), holding de negócios, que tem como principal posição as ações do Banco Itaú (ITUB3, ITUB4). Além disso, a holding conta com participações em Alpargatas (ALPA3, ALPA4), Dexco (DXCO3), XP Inc. (XP), NTS (que possui capital fechado), dentre outras.

Itaúsa é conhecida como uma boa pagadora de proventos e remunera seus acionistas através do pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP). A diferença em relação ao pagamento de dividendos reside no efeito fiscal do juro sobre o capital próprio, que acaba impactando positivamente o resultado, criando valor para o acionista.

De 2000 até 2022, para cada 1.000 ações de ITSA4, o valor que teríamos recebido em proventos foi de R$ 6.699,60. Lembrando que, nessa época, o valor nominal de cada ação ITSA4 era de R$ 0,23, ou seja, 1.000 ações poderiam ser compradas por R$ 230,00. Isso mesmo, uma aplicação de R$ 230,00 em 2000, teria nos rendido, apenas em dividendos, R$ 6.699,60.

Além disso, tivemos a valorização das ações – que por sinal subiram bastante nesses 21 anos:

De 2000 até hoje, as ações de ITSA4 tiveram um retorno de mais de 4.095%. Enquanto isso, o Ibovespa subiu pouco mais de 543%.

Como montar uma boa carteira focada em dividendos?

No nosso entendimento, uma boa Carteira de Dividendos deve ser composta tanto por ativos que já possuem Yields elevados, quanto de empresas que tem potencial de aumentar o pagamento de dividendos ao longo do tempo. Inclusive temos uma carteira focada nesses dois tipos de estratégia, a Carteira Dividendos +. Além disso, é essencial  que busquemos nos posicionar em empresas que tenham lucros crescentes, para que também possamos nos beneficiar com uma possível valorização das ações.

No gráfico abaixo, comparamos a valorização da Carteira da Dividendos+ com o Ibovespa e o IDIV, desde Julho de 2017:

Lembrando que, atualmente, a Carteira Dividendos+ da Capitalizo é a mais rentável do país na sua categoria.

Se você quer ter acesso à carteira completa de ações recomendadas com foco em dividendos e buscar esses resultados também, assine o Carteiras Capitalizo.

Lembrando que, com apenas 10 minutos por mês, você conseguirá manter a Carteira Dividendos+ atualizada. 

Sendo cliente Capitalizo, você também tem acesso à:

✅ Canais de atendimento exclusivos para dúvidas via WhatsApp e Telegram
✅ Análise gratuita dos seus investimentos
✅ Mentorias exclusivas para clientes direto com nossos especialistas

___

Produtos da Carteira Capitalizo

Importante: Quanto antes você começar, melhor. O tempo é seu maior aliado! Comprar ações com cotações menores, pode garantir retornos com dividendos maiores. Além disso, os juros compostos vão fazer toda a diferença no sucesso da sua Estratégia.

___

Importante: leia nosso Disclosure antes de investir.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Conheça o nosso Canal no Youtube e inscreva-se.